Esporte

Real sofre e precisa de prorrogação para bater Kashima e conquistar Mundial

18/12/2016 11h02

Yokohama (Japão), 18 dez (EFE).- Depois de flertar com a zebra, o Real Madrid precisou da prorrogação para vencer o Kashima Antlers, por 4 a 2, após empate por 2 a 2 no tempo normal, e se tornar o maior vencedor da história do Mundial de Clubes, com cinco títulos, com direito a hat-trick de Cristiano Ronaldo.

Karim Benzema abriu o placar aos 8 minutos do primeiro tempo, depois de rebote dado pelo goleiro em chute de Luka Modric, dando sinais de que seria uma vitória fácil da equipe espanhola, mas o Kashima, que já tinha surpreendido o Atlético Nacional nas semifinais, voltou a aprontar no Estádio Internacional de Yokohama.

Apoiado pela torcida local, os japoneses empataram o jogo antes do intervalo. Shoma fez boa jogada pela esquerda e cruzou para área. Varane falhou, e Shibasaki não desperdiçou.

Sonolento em campo, o Real Madrid seguia dando oportunidade para o adversário, que aproveitou para virar a partida. Aos 7 minutos da etapa final, Sergio Ramos afastou mal. Shibasaki dominou na entrada da área, limpou a marcação e chutou no canto para virar o jogo.

A possibilidade de acordou os comandados de Zinedine Zidane, que mudaram a postura na partida. Pouco depois, aos 14, Lucas Vázquez foi derrubado dentro da área. Cristiano Ronaldo, apagado no jogo, cobrou com perfeição e deixou tudo igual.

O Real tentou decidir o título ainda no tempo regulamentar, mas pecou na hora da finalização. Perto do fim do segundo tempo, o Kashima voltou a dominar o jogo, desperdiçando pelo menos duas boas chances de matar a partida e confirmar a zebra histórica.

Na prorrogação, porém, valeu o talento de Cristiano. Aos 8 minutos, a zaga japonesa cochilou. Benzema encontrou o craque português livre entre os zagueiros, e o artilheiro só teve o trabalho de tocar na saída do goleiro para anotar.

Pouco depois, aos 13, Kroos chutou mal de fora da área. A bola, porém, parou nos pés de Cristiano, que mais uma vez não perdoou e marcou o terceiro gol na partida, o quarto da equipe espanhola.

O Real Madrid se torna o maior vencedor do Mundial de Clubes, com cinco títulos, dois deles no novo formato do torneio, superando o Milan, que tem quatro troféus da competição.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo