Esporte

Ex-presidente de Honduras e mais um dirigente são banidos do futebol

19/12/2016 15h37

Redação Central, 19 dez (EFE).- A Comissão de Ética da Fifa decidiu banir do futebol o ex-presidente de Honduras e da federação do país, Rafael Ruelas, e o ex-secretário-geral da entidade esportiva, Alfredo Hawit, dois dos envolvidos no escândalo de corrupção chamado 'Fifagate'.

Os dois são acusados de receber propinas e viraram alvo de investigação da federação internacional em 4 de dezembro do ano passado, após informações cedidas pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Ruelas, que também foi membro do Comitê de Marketing e TV da Fifa, confessou em março que negociou e aceitou subornos em troca de influenciar na assinatura de contratos dos direitos de transmissão de jogos das Eliminatórias da Concacaf para a Copa do Mundo de 2018.

Hawit, por sua vez, admitiu ser culpado de ter recebido pagamentos ilegais de várias empresas de marketing esportivo, em troca de contratos de direitos de torneios organizados pela confederação das Américas Central e do Norte.

O Comitê de Ética da Fifa considerou que ambos violaram cinco artigos das normas da entidade, por isso, eles ficam impedidos de realizar qualquer atividade ligada ao futebol pelo resto da vida. EFE

omm/bg

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo