Esporte

Associação Europeia de Clubes critica aumento da Copa para 48 seleções

10/01/2017 11h25

Genebra, 10 jan (EFE).- A Associação Europeia de Clubes (ECA, na sigla em inglês) divulgou nota de repúdio nesta terça-feira contra a decisão da Fifa de ampliar a Copa do Mundo de 32 para 48 seleções, a partir da edição de 2026.

"Não compreendemos os benefícios de mudar o formato atual com 32, que ficou provado como a fórmula perfeita por todas as perspectivas", diz o texto divulgado pelo órgão, que é liderado pelo executivo-chefe do Bayern de Munique, Karl-Heinz Rummenigge.

De acordo com a ECA, a proposta foi aprovada em clima de "alta pressão política", o que teria feito com que dirigentes desprezassem os critérios esportivos na hora de avaliar a mudança.

Segundo o órgão, os processos de estudo e decisão para alterar o formato da Copa do Mundo, por ser uma "decisão tão importante", deveriam ter tido maior participação dos agentes interessados, como os clubes, por exemplo.

Hoje, por unanimidade, o Conselho da Fifa decidiu ampliar de 32 para 48 o número de seleções que participarão da Copa do Mundo a partir de 2026. Serão serão 16 grupos com três integrantes, com os dois primeiros avançando de fase, que já será disputada por sistema de eliminatória.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo