Esporte

Maradona revive por uma noite lembranças de título italiano pelo Napoli

16/01/2017 22h05

Roma, 16 jan (EFE).- Diego Armando Maradona reviveu nesta segunda-feira no teatro San Carlo de Nápoles as lembranças do primeiro título conquistado pelo clube do sul do país, ao protagonizar um espetáculo para celebrar o 30º aniversário do histórico troféu.

O astro argentino repassou perante os 1300 espectadores que lotaram o San Carlo sua carreira futebolística e sua passagem pelo Napoli, clube pelo qual conquistou duas vezes o Campeonato Italiano, uma Copa da Uefa, uma Copa da Itália e uma Supercopa da Itália, convertendo-se em um ídolo eterno da torcida.

O evento, idealizado pelo ator Alessandro Siani e chamado de "Três vezes 10", foi aberto com a Sinfonia número 9 do compositor alemão Ludwig Van Beethoven e Maradona foi apresentado por vídeos com mensagens de dois símbolos do futebol italiano, Francesco Totti e Alessandro Del Piero.

O argentino recebeu uma longa ovação dos espectadores presentes quando subiu ao palco do San Carlo.

Ao longo do evento, Maradona comentou alguns dos momentos mais representativos do título de 1987 e se comoveu quando foi projetado em um telão seu célebre gol contra a Inglaterra nas quartas de final da Copa do Mundo de 1986, quando saiu de antes da linha do meio-campo e driblou toda a defesa inglesa antes de marcar.

Para comentar esse gol, Maradona contou uma lembrança sobre seu pai: "A primeira vez que me disse que tinha jogado bem foi depois desse Argentina e Inglaterra", disse sorrindo.

O espetáculo alternou momentos relacionados com o futebol e questões sociais, uma vez que o ex-jogador argentino enviou seu apoio para as crianças que vivem nos bairros pobres de Nápoles e lhes pediu para fugir da violência e seguir os valores da amizade.

O evento, que gerou polêmicas nos últimos dias entre os que estavam a favor e os que não o consideravam apropriado para um teatro como o San Carlo, foi encerrado com uma célebre canção napolitana, que foi cantada por todos os espectadores presentes.

Antes de despedir-se, Maradona chamou no palco seu filho, Diego, e lhe disse que nunca vai abandoná-lo.

O astro argentino, que durante muitos anos não reconheceu seu filho, nascido de uma relação com uma mulher napolitana em 1986, aproveitou a noite para pedir-lhe desculpas publicamente.

"Quero meu filho a meu lado. Te peço desculpas após 30 anos. Nunca te deixarei", declarou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo