Esporte

Federação chinesa anuncia limitação salarial para clubes do país

Divulgação
Tevez ganhará salário de R$ 136 milhões por ano na China Imagem: Divulgação

19/01/2017 15h24

Pequim, 19 jan (EFE).- A Associação Chinesa de Futebol anunciou nesta quinta-feira que será colocada em prática a limitação de salários dos jogadores que atuam no país, dias depois da redução do número de estrangeiros permitidos em cada equipe.

Em comunicado sobre a série de mudanças, a entidade divulgou que será estabelecida uma porcentagem sobre o total da despesa dos clubes para definir o salário permitido. Não há, no entanto, informação sobre punições a quem for além dos valores estipulados.

A federação do país também controlará os gastos em contratações, através da cobrança de uma taxa, com porcentagem do que for pago em transferência. O montante será destinado para um fundo de formação de jovens jogadores.

O anúncio das mudanças coincide com a chegada à China do atacante argentino Carlos Tévez, que se tornou o futebolista mais bem pago do mundo ao assinar contrato com o Shangai Shenhua. O ex-Corinthians receberá US$ 40 milhões (R$ 136 milhões) por cada um dos dois anos de contrato que assinou.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo