Esporte

Russa diz que recorrerá após perder 2 pratas de Pequim 2008 por doping

25/01/2017 16h46

Moscou, 25 jan (EFE).- A russa Tatiana Lebedeva, campeã olímpica, europeia e mundial de salto em altura e salto triplo, anunciou nesta quarta-feira que recorrerá da decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) de retirar-lhe as duas pratas olímpicas que conquistou nos Jogos de Pequim, em 2008.

"Está aí a Corte Arbitral do Esporte de Lausanne. Só recorrerei através dela. Mas não descarto comparecer aos tribunais ordinários suíços, já que o COI está localizado na Suíça", disse Lebedeva à agência de notícias russa "Interfax".

A ex-atleta, que se aposentou em 2013 para concorrer - e ser eleita - a uma vaga no Senado, negou ter consumido substâncias proibidas e lembrou que o COI revisou seus exames antidoping até o final de sua carreira sem encontrar nada normal. No entanto, ela admitiu que terá de demonstrar sua inocência na justiça.

"Não me considero culpada. Eu sempre tive um lema: nunca me render e lutar até a última tentativa. Por isso, farei tudo que estiver ao meu alcance", destacou.

A saltadora lembrou que foi submetida a três exames relacionados aos Jogos da capital chinesa, incluindo um pouco antes de competir e outro depois de já ter obtido as medalhas. "Na primeira vez, depois dos Jogos, tudo deu normal. No ano seguinte, revisaram esse exame e tudo estava bem também. E justo agora, após oito anos, de repente ocorre que encontram uma substância", lamentou a ex-atleta, que questionou como suas amostras foram conservadas e por que elas foram abertas sem sua presença.

 COI informou nesta quarta-feira em comunicado que Lebedeva deu positivo por turinabol na revisão das análises às quais foi submetida em Pequim. Além disso, ordenou que Comitê Olímpico Russo (COR) que devolva o mais rapidamente possível as medalhas obtidas pela ex-saltadora atleta, considerada uma das melhores da história.

Dessa maneira, a ex-atleta fica com três medalhas olímpicas: um ouro, obtido no salto em distância em Atenas 2004; uma prata, no salto triplo de Sydney 2000; e um bronze, na mesma prova na capital grega.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo