Esporte

Federer diz que duelo pelo Aberto da Austrália será épico se rival for Nadal

Saeed Khan/AFP
Imagem: Saeed Khan/AFP

Da EFE, em Melbourne

26/01/2017 12h03

Pela sexta vez na decisão do Aberto da Austrália, o suíço Roger Federer afirmou nesta sexta-feira que uma decisão do torneio contra o espanhol Rafael Nadal, que enfrenta o búlgaro Grigor Dimitrov nas semifinais, será uma "batalha épica".

"Grigor pode ser similar a mim, mas ele não sou eu. Ele tem uma personalidade diferente. No papel, acho que é mais fácil, porque ele nunca me ganhou, mas isso não me dá o título. Penso que temos algumas chances a mais de vencê-lo do que o Nadal, mas não importa. No fim, importa é vencer ou não", afirmou Federer.

"Estou na final e sei que tenho a oportunidade de ganhar no domingo, estou em uma boa posição para vencer, independentemente de quem seja. Será especial de qualquer forma porque um (Dimitrov) quer conquistar seu primeiro Grand Slam. Se não for ele, haverá uma batalha épica com Rafa", completou o ex-número um do mundo.

Federer classificou Nadal de um "jogador incrível", com lances que "ninguém mais tem" e que é capaz de "voltar após muitas lesões". Por isso, disse ter muito respeito pelo espanhol.

O suíço citou como perdeu a final de Wimbledon 2008 para o espanhol depois de também ter sido derrotado semanas antes na decisão do Roland Garros, em Paris. Na Austrália, Federer venceu em cinco das seis vezes que chegou à final. A única derrota ocorreu exatamente para Nadal, em 2009.

"Acredito que é um jogador incrível. Tem golpes que outros não tem, e quando você tem isso se torna único, especial. Além disso, tem a habilidade mental e física para manter um nível muito alto de jogo durante anos, horas e semanas. Demonstrou isso várias vezes. Retornou de lesões, parece fácil, mas não é. É incrível para o tênis", completou o suíço.

Federer chegou à decisão após vencer o compatriota Stan Wawrinka, por 3 sets a 2, com parciais de 7-5, 6-3, 1-6, 4-6 e 6-3, em longo confronto, que durou três horas e cinco minutos.

"Fiz um monte de coisas bem nos dois primeiros sets que me permitiram ganhar a partida mais tarde. Não saquei muito bem hoje, mas, no quinto set, disse a mim mesmo que era preciso relaxar e deixar a raquete solta. Tenho que me lembrar disso na final", explicou Federer.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo