Esporte

Bota tem placar da ida e retrospecto a favor para encarar Colo-Colo

07/02/2017 16h32

Santiago (Chile), 7 fev (EFE).- Depois de ter vencido o jogo de ida por 2 a 1 no Rio de Janeiro na semana passada, o Botafogo enfrentará o Colo-Colo no Estádio Nacional, em Santiago, nesta quarta-feira na tentativa de passar para a terceira fase eliminatória da Taça Libertadores.

O Alvinegro terá a seu favor a vantagem de jogar pelo empate ou até mesmo com a possibilidade de perder por um gol de diferença, desde que faça dois. Os números também estão ao lado do campeão brasileiro de 1995, menos por mérito próprio e mais por falhas do adversário.

O Bota disputa o torneio continental pela quinta vez e sempre avançou ao menos uma fase. Na única vez em que morreu na fase de grupos, em 2014, eliminou o Deportivo Quito na chamada pré-Libertadores.

Já o 'Cacique' esteve na fase preliminar em duas ocasiões, em 2005 e 2006, e foi eliminado por Quilmes e Chivas Guadalajara, respectivamente. Além disso, não dá um passo à frente na competição desde 2007, quando esteve nas oitavas. Desde então, foram seis participações, com seis quedas ainda nos grupos.

No time brasileiro, a boa notícia é a recuperação do volante Airton, que teve de ser substituído no intervalo na semana passada devido a uma distensão no cotovelo. Autor do primeiro gol do Botafogo, ele fez falta na marcação na segunda etapa, quando o Colo-Colo reagiu, como reconheceu o técnico Jair Ventura.

Ventura destacou a importância de ter ido para Santiago antecipadamente, o que aconteceu na madrugada de segunda-feira, o que permitiu que o time já se exercitasse em território chileno dois dias antes do jogo.

"Isso se chama planejamento. É mais uma despesa, mas é um benefício. O Colo-Colo chegou tarde (ao Rio) e não conseguiu fazer o reconhecimento do nosso gramado. Isso faz diferença", comentou.

Ídolo do Universidad do Chile, pelo qual jogou de 2008 a 2010, o meia Montillo espera poder contar com os torcedores de 'La U' no Estádio Monumental. "Tomara que os torcedores azuis façam força pelo Botafogo", declarou.

No Colo-Colo, o técnico Pablo Guede perdeu o zagueiro Zaldivia, que rompeu os ligamentos do joelho direito no Estádio Olímpico Nilton Santos e será baixa por seis meses. Meza será o substituto. Além disso, no meio-campo, Morales deverá ganhar a posição de Rivero, enquanto Véjar provavelmente sairá para a entrada de Gonzales.

"Um jogo duro espera por nós. Uma equipe atacando constantemente, e outro se defendendo constantemente. Essa vai ser a tônica", comentou Guede.



Prováveis escalações:.

Colo-Colo: Villar; Meza, Barroso e Baeza; Fierro, Pavez, Valdés, Gonzales e Fernández; Rivero (Morales) e Paredes. Técnico: Pablo Guede.

Botafogo: Gatito Fernández; Jonas, Emerson Silva, Marcelo e Victor Luís; Aírton, Bruno Silva e Rodrigo Lindoso; Montillo e Camilo; Roger. Técnico: Jair Ventura.

Árbitro: Patrício Loustau (Argentina), auxiliado por seus compatriotas Ezequiel Brailovsky e Ivan Núñez

Estádio Monumental, em Santiago.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo