Esporte

De La Bombonera ao Monumental: ônibus turístico percorre estádios argentinos

12/02/2017 06h03

Sebastián Meresman.

Buenos Aires, 12 fev (EFE).- Um ônibus passa por emblemáticas edificações de Buenos Aires enquanto um guia a bordo conta aos passageiros a história de cada uma delas, que não são monumentos ou das casas de heróis nacionais - pelo menos ao olhos de alguns -, mas sim dos principais estádios de futebol da cidade.

O trajeto dura cerca de sete horas e passa pelos estádios de Boca Juniors, Huracán, San Lorenzo, Argentinos Juniors e River Plate.

"Começa no Boca e termina no River porque é o clássico mais importante do país. Também são visitados os estádios de Argentinos Juniors e de San Lorenzo e Huracán, por ser considerado o clássico mais portenho de todos", explicou à Agência Efe Javier Cortese, um dos guias do ônibus.

Cerca de 20 pessoas participam por dia do percurso gratuito, organizado pelo governo da cidade e realizado três vezes por semana.

Para visitar os estádios de Boca Juniors, River Plate e Argentinos Juniors é preciso pagar uma entrada, enquanto nos demais o acesso é gratuito.

"O que mais surpreende é que em três deles (Boca Juniors, Argentinos Juniors e River Plate) se pode pisar no gramado. Para muitos meninos é uma novidade muito grande ver o campo de jogo, ver os vestiários e outros lugares do estádio", conta Cortese.

Durante o trajeto são exibidos vídeos sobre os clubes e o guia os complementa com detalhes curiosos e pouco conhecidos sobre cada um deles.

"Contamos como foi fundado cada clube. No Boca enfatizamos a imigração, no Huracán as zonas de fábricas, no San Lorenzo a religião e no Argentinos Juniors a política. Todos têm uma história que vamos contando", explicou.

"Contamos quais foram seus maiores ídolos, suas glórias, artilheiros e esses detalhes que às vezes nem os próprios torcedores de cada clube sabem", acrescentou.

Cortese disse que muitos se surpreendem ao saber que foi no estádio do Argentinos Juniors, o mais novo de Buenos Aires e chamado Diego Armando Maradona, que Lionel Messi disputou seu primeiro jogo com a camisa da Argentina, um amistoso da seleção Sub-20, no qual inclusive marcou seu primeiro gol pela albiceleste.

"Somos um clube único. Neste campo estreou Maradona e neste campo Messi estreou e marcou seu primeiro gol na seleção. Nosso museu é um dos poucos no mundo feito pelos torcedores. Tudo exposto foi doado por torcedores e jogadores", disse à Agência Efe Jaime Lerner, guia do museu do Argentinos Juniors.

Lerner disse que é "muito importante" para o clube fazer parte do percurso porque muita gente que não visitaria o estádio acaba se aproximando do clube.

"Saem daqui se dizendo torcedores do Argentinos Juniors", contou orgulhoso.

Federico Ávalos é argentino, se define como "fanático por futebol", e contou à Efe que decidiu pegar o ônibus para "conhecer coisas que não sabia da história dos clubes".

"A verdade é que se aproveita muito. Sou torcedor do San Lorenzo, mas amo o futebol e está muito bom. Além disso, não conhecia o estádio do Huracán, o campo do Boca também não", revelou.

Graças ao ônibus, que funciona desde o final de 2016, estrangeiros e argentinos podem conhecer La Bombonera (Boca), o Monumental (River), o Nuevo Gasómetro (San Lorenzo), o El Palacio (Huracán) e o Maradona (Argentinos Juniors).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo