Esporte

Real leva susto, mas vira contra o Napoli com direito a golaço de Casemiro

15/02/2017 20h00

Madri, 15 fev (EFE).- O Real Madrid ficou em vantagem no confronto de oitavas de final da Liga dos Campeões diante do Napoli ao vencer o jogo de ida por 3 a 1 de virada nesta quarta-feira no estádio Santiago Bernabéu, com direito a um lindo gol do volante Casemiro.

Foram os visitantes que saíram em vantagem em Madri, com gol de Insigne, aos oito minutos de partida. Se algum torcedor madridista temeu um vexame como o do rival Barcelona, que na véspera foi goleado pelo Paris Saint-Germain por 4 a 0 na França, ficou aliviado com o passar do tempo. Benzema empatou ainda antes do intervalo, Kroos desempatou e Casemiro fez o terceiro com um lindo chute de primeira de fora da área.

O lindo gol do volante brasileiro arrancou aplausos dos companheiros, do técnico Zinedine Zidane e uma efusiva comemoração de um torcedor ilustre, o tenista Rafael Nadal, que assistiu à partida nas tribunas.

O sorriso do dono de 14 títulos de Grand Slam contrastou com a cara amarrada de Diego Maradona. Ídolo do Napoli, 'El Pibe' também esteve no estádio e inclusive participou da preleção da equipe de Nápoles, mas passou toda a segunda etapa emburrado.

Com o resultado desta quarta, os 'Azzurri' terão de vencer o jogo de volta, marcado para 7 de março no estádio San Paolo, por 2 a 0 ou por uma diferença ainda maior. Já o Real poderá perder por um gol de desvantagem ou mesmo por dois, desde que balance a rede ao menos duas vezes.

Além de Casemiro, outro brasileiro do elenco 'blanco', o lateral-esquerdo Marcelo também teve boa atuação. Já o lateral-direito Danilo não ficou sequer no banco de reservas, enquanto o zagueiro naturalizado português Pepe substituiu Sergio Ramos no decorrer do jogo.

Entre os visitantes, o goleiro Rafael Cabral, o volante Allan e o meia Jorginho foram relacionados entre os suplentes, mas apenas o segundo ganhou uma oportunidade na metade final do segundo tempo.

Entre os jogadores considerados titulares, Zidane teve apenas uma baixa, a do atacante Bale, que até está recuperado de uma cirurgia no tornozelo direito, mas ainda não tem ritmo de jogo e sequer ficou no banco. O treinador francês surpreendeu ao escalar James Rodríguez na vaga, quando o mais esperado era que Vázquez entrasse.

No Napoli, Maurizio Sarri pôde repetir o time dos últimos jogos. O atacante Milik, que teve ótimo começo de temporada, sofreu uma grave lesão no ligamento cruzado do joelho esquerdo e até voltou a ficar à disposição, mas agora é reserva.

O Real esteve perto de abrir o placar logo com um minuto de bola rolando, mas Reina salvou. Cristiano Ronaldo acelerou pela esquerda e tocou para Benzema, que emendou de primeira e parou em boa defesa do goleiro espanhol.

Eram os donos da casa que ficavam mais com a bola, mas os 'Azzurri' pegaram a defesa adversária desprevenida e fizeram 1 a 0 aos oito minutos. Hamsik enfiou do grande círculo entre os zagueiros, Insigne percebeu o goleiro Navas mal colocado e, de fora da área, chutou no cantinho esquerdo para colocar os visitantes em vantagem.

O empate poderia ter acontecido dois minutos depois, mas faltou pontaria. Marcelo lançou Cristiano Ronaldo, que foi ao fundo e levantou. Mesmo com espaço, Benzema não cabeceou bem, e a bola foi para fora.

No entanto, homens-gol como o centroavante francês não costumam falhar muitas vezes seguidas, e a igualdade aconteceu aos 17. Carvajal recebeu de James Rodríguez na direita e cruzou de trivela. Cristiano não alcançou, mas Benzema ganhou pelo alto e, novamente de cabeça, balançou a rede.

Depois do gol de empate, a partida ganhou o desenho que se esperava, com o Real mais presente no ataque e o Napoli esperando um momento para tentar o contragolpe. Aos 27 minutos, Modric acionou Cristiano, que, da esquerda da área, não pegou bem e desperdiçou a chance. Pouco depois, aos 30, em cobrança de falta ensaiada, o próprio meia croata teve chute desviado e ficou com o escanteio.

Benzema poderia ter se tornado o grande nome do primeiro tempo, mas falhou por centímetros no lance que poderia ter sido o da virada. Cristiano Ronaldo foi lançado na direita e cruzou rasteiro procurando o camisa 9, que arrematou e viu a bola desviar em Reina e trave antes de sair.

Se com Benzema não deu certo, Cristiano procurou outra pessoa para quem dar a bola, e funcionou. Logo aos dois minutos da etapa final, o melhor jogador do mundo na última temporada deixou Koulibaly no chão na ponta direita e rolou para trás. Kroos chegou batendo firme, acertou o canto esquerdo baixo e desempatou.

Os 'Blancos' então incendiaram a partida, e Marcelo tirou tinta do travessão com um chute de fora da área, aos sete minutos. Aos nove, Casemiro mostrou ao lateral como é que se faz e aumentou a diferença. James dividiu com Albiol na área, o volante aproveitou a sobre e, sem deixar a bola quicar, emendou uma bomba indefensável para Reina e marcou o terceiro.

Atordoado, o Napoli tentou dar algum sinal de vida aos 16, em falta sofrida por Callejón, mas Ghoulam mandou por cima. O Real respondeu aos 20, em passe de Benzema para Cristiano Ronaldo, mas, de pé esquerdo, o astro português isolou.

Em jogos assim, desperdiçar grandes chances pode ser fatal, e Mertens provavelmente vai sonhar com o chute ruim que fez aos 22 minutos. Callejón recebeu lançamento na direita da área e amaciou com carinho e afeto até o meio para o belga, que bateu por cima.

A partida então ficou lá e cá, embora as oportunidades de gol já não fossem tão abundantes. Aos 28 minutos, Modric encontrou James soltou na área, mas Reina saiu bem, abafou e evitou o quarto.

O Napoli até voltou a balançar a rede, aos 35, mas a jogada foi corretamente anulada. Hysaj cruzou, Insigne preparou de cabeça e Callejón completou para o gol, mas foi flagrado em impedimento.

A última finalização mais perigosa, ocorrida aos 39, foi de Marcelo. Como um pivô de futsal, Cristiano Ronaldo dominou na área e esperou a passagem do lateral, que chutou com força, mas sem direção, por cima do alvo.



Ficha técnica:.

Real Madrid: Navas; Carvajal, Sergio Ramos (Pepe), Varane e Marcelo; Casemiro, Modric e Kroos; James Rodríguez (Vázquez), Cristiano Ronaldo e Benzema (Morata). Técnico: Zinedine Zidane.

Napoli: Reina; Hysaj, Koulibaly, Albiol e Ghoulam; Diawara, Zielinski (Allan) e Hamsik (Milik); Callejón, Insigne e Mertens. Técnico: Maurizio Sarri.

Árbitro: Damir Skomina (Eslovênia), auxiliado pelos compatriotas Jure Praprotnik e Robert Vukan.

Cartões amarelos: Sergio Ramos (Real Madrid); Zelinski e Mertens (Napoli).

Gols: Benzema, Kroos e Casemiro (Real Madrid); Insigne (Napoli).

Estádio: Santiago Bernabéu, em Madri.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo