Esporte

Gabigol faz 1º gol e garante vitória da Inter; Zico ganha festa em Udine

19/02/2017 19h40

(Atualiza com resultado de Milan e Fiorentina).

Roma, 19 fev (EFE).- O atacante Gabigol marcou neste domingo o primeiro gol com a camisa da Inter de Milão, de quebra, garantindo vitória sobre o Bologna, fora de casa, por 1 a 0, pela 25ª rodada do Campeonato Italiano, em dia especial para outro brasileiro, Zico, que foi homenageado antes de derrota da Udinese para o Sassuolo.

No estádio Renato Dall'Ara, os 'nerazzurri' entraram em campo com a obrigação de vencer para recuperar a quarta colocação, depois dos resultados positivos obtidos pela Atalanta, sobre o Crotone por 1 a 0, e Lazio, sobre o Empoli por 2 a 1, em partidas disputadas ontem.

Sem o argentino Mauro Icardi, o técnico Stefano Pioli apostou em ataque formado pelo ítalo-brasileiro Éder, pelo croata Ivan Perisic e pelo também 'hermano' Rodrigo Palacio. Sem conseguir o gol, o comandante apostou em Gabigol aos 29 da etapa final.

Aos 41, o ex-jogador do Santos recebeu cruzamento na medida do ala Danilo D'Ambrosio e só precisou escorar para balançar as redes pela primeira vez pela equipe. Depois de marcar, o atacante até extravasou na comemoração, tirando a camisa e recebendo cartão amarelo.

O tento anotado por Gabigol levou a Inter - que também contou com Miranda - aos 48 pontos, o que fez a equipe ultrapassar Atalanta (também 48) e Lazio (47). O Bologna, por sua vez, é 15º colocado, com 27 pontos.

Outro brasileiro destaque deste domingo sequer entrou em campo. Zico foi homenageado pela diretoria da Udinese antes de a bola rolar para duelo com o Sassuolo. Depois de cerimônia oficial, o Galinho quebrou o protocolo e, literalmente, caiu nos braços da torcida, que gritou o nome do ídolo em uníssono.

O eterno camisa 10 do Flamengo defendeu a equipe italiana entre 1983 e 1985, sendo vice-artilheiro do campeonato nacional logo na primeira temporada, ficando atrás apenas do francês Michel Platini, da Juventus.

Zico, no entanto, não deu sorte para a Udinese, que acabou sendo batida por 2 a 1, de virada, em jogo com todos os gols marcados por franceses. Depois que o meia Seko Fofana abriu o placar logo aos 7 minutos do primeiro tempo, o atacante Gregorie Defrel balançou as redes aos 25 e aos 34 para o Sassuolo.

No Estádio Olímpico, a Roma passou sem dificuldades pelo Torino por 4 a 1, recuperando a vice-liderança perdida pouco antes para o Napoli. A equipe da capital, com isso, voltou a ficar sete pontos atrás da líder Juventus, que na sexta-feira abriu a rodada batendo o Palermo por 4 a 1, em Turim.

A equipe dos laterais Bruno Peres e Emerson, e do zagueiro Juan Jesus, todos titualres hoje, abriu o placar logo aos 10 minutos do primeiro tempo, com gol do atacante bósnio Edin Dzeko. Apenas sete minutos depois, o meia-atacante egípcio Mohamed Salah ampliou.

Na etapa complementar, o meia argentino Leandro Paredes fez o terceiro aos 20. Outro jogador do país sul-americano, o atacante Maxi López descontou para os visitantes, aos 39. Nos acréscimos, o meia belga Radja Nainggolan deu números finais ao placar.

O Napoli, atuando em Verona, também não teve qualquer dificuldade para vencer neste domingo. A equipe se reabilitou de derrota para o Real Madrid, pela Liga dos Campeões da Europa, por 3 a 1, superando pelo mesmo placar o Chievo.

O atacante Lorenzo Insigne, o meia eslovaco Marek Hamsik e o volante polonês Piotr Zielinski marcaram para a equipe do sul do país, que chegou aos 54 pontos, ficando dois atrás da Roma. O atacante Riccardo Meggiorini anotou o gol de honra dos anfitriões.

No último jogo do dia, o Milan venceu a Fiorentina por 2 a 1, no estádio San Siro, em confronto direto pela sétima colocação do campeonato, e segue quatro pontos atrás da Atalanta, última na zona de classificação para a Liga Europa.

O volante eslovaco Juraj Kucka abriu o placar para os 'rossoneros', aos 16 do primeiro tempo. Quatro minutos depois, o atacante croata Nikola Kalinic deixou tudo igual. Ainda na etapa inicial, aos 31, o atacante espanhol Gerard Deulofeu deu números finais ao duelo.

A grande surpresa da rodada foi a goleada do Pescara sobre o Genoa por 5 a 0, na reestreia do técnico tcheco Zdenek Zeman no lanterna da competição, que ainda não havia vencido em campo, já que o êxito sobre o Sassuolo por 3 a 0, veio nos tribunais, após derrota por 2 a 1, devido a escalação irregular de um jogador adversário.

O zagueiro argentino Lucas Orbán, contra, o meia Gianluca Caprari, que balançou as redes duas vezes, o meia líbio Ahmad Benali e o atacante Alberto Cerri construíram o resultado positivo do último colocado do Italiano, com 12 pontos em 25 partidas.

Ainda neste domingo, Sampdoria e Cagliari, que lutam para ficar na metade de cima da tabela, empataram em 1 a 1, em Gênova. Os visitantes saíram na frente com gol do volante chileno Mauricio Isla, e os anfitriões deixaram tudo igual com o atacante Fabio Quagliarella.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo