Esporte

Thiago Monteiro espera estreia difícil, mas se diz pronto para o Rio Open

20/02/2017 21h15

Rio de Janeiro, 20 fev (EFE).- O brasileiro Thiago Monteiro, que estreia no Rio Open de tênis nesta terça-feira contra o português Gastão Elias, concedeu entrevista coletiva nesta segunda em que se disse preparado para ter uma boa participação no torneio, apesar de esperar um começo difícil diante do 86º colocado do ranking.

"Estou bem, venho de uma boa semana em Buenos Aires, estou me sentindo bem na quadra e fisicamente. Estou me adaptando rapidamente às condições daqui. A quadra está mais seca e mais rápida, o que é bom para o meu jogo. Estou preparado para a estreia, mesmo sendo um jogo complicado contra o Gastão Elias, que vem em boa fase. Ele obteve boas vitórias no fim do ano passado e fez bons jogos neste ano", comentou Thiago no Jockey Club, sede da competição, na zona sul do Rio.

Hoje, o número 2 do Brasil pôde treinar com o japonês Kei Nishikori, quinto do ranking e primeiro cabeça de chave do Rio Open. Os dois se enfrentarão na segunda rodada caso o cearense elimine Elias e o atleta asiático passe por outro representante da casa, Thomaz Bellucci.

"Na verdade, acho que ele estava procurando um canhoto para treinar porque amanhã joga contra o Bellucci e foi uma oportunidade. É um cara que eu admiro, é um grande jogador, e é sempre uma boa experiência treinar contra esses grandes jogadores. Foi um bate-bola rápido, ele chegou hoje de Buenos Aires e queria se adaptar às condições. Foi uma boa experiência, e quem sabe podemos nos enfrentar na segunda rodada. Ou não. Vou torcer pelo Bellucci, então não dá para saber", afirmou, entre risos.

No ano passado, Thiago obteve o primeiro triunfo da carreira em um torneio da ATP ao bater o francês Jo-Wilfried Tsonga, então oitavo do ranking. Na época, o tenista da casa estava em 331º lugar na lista.

"Foi uma surpresa ter conquistado aquela vitória, foi algo que mudou minha cabeça completamente, me fez crescer e amadurecer muito. A partir de então, fui conseguindo bons resultados", recordou.

Perguntado sobre a situação do Centro Olímpico de Tênis, na Barra da Tijuca, que não vem sendo utilizado pela confederação brasileira da modalidade e sediou um evento de vôlei de praia há duas semanas, Thiago admitiu torcer para que o local vire um espaço para treinamentos.

"Temos de esperar, ainda não sabemos se a CBT vai tomar conta e se vamos poder usar. Ficamos na espera. É um grande centro, as quadras de lá são muito boas. Sonho que vire um centro de treinamentos para o Brasil, vamos ver se acontece", finalizou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo