Esporte

Thiago Monteiro comemora vitória e diz que já esperava jogo complicado

21/02/2017 20h35

Rio de Janeiro, 20 fev (EFE).- Primeiro brasileiro a conquistar uma vitória no Rio Open de tênis, Thiago Monteiro comemorou a classificação obtida diante do português Gastão Elias em uma batalha de 2h24min de duração nesta terça-feira e admitiu que não teve um bom começo de partida.

Thiago foi derrotado nos quatro primeiros games, mas mesmo assim reagiu e bateu Elias por 2 sets a 1, com parciais de 2-6, 7-6(4) e 6-4.

"Foi um jogo complicado, e eu sabia que seria assim. O Gastão é um excelente jogador, varia bastante, e começou errando bem pouco. Eu dei alguns pontos no começo. A quadra estava mais rápida, ventava, e eu fui dando mais pontos do que deveria. Mas aos poucos fui ganhando confiança, pude me superar e conquistar essa vitória", comentou o tenista de 23 anos.

Essa é a segunda participação de Thiago no Rio Open, torneio da série ATP 500. No ano passado, quando ainda era número 331 do mundo (hoje ele é 85), ele eliminou o francês Jo-Wilfried Tsonga, então oitavo colocado do ranking. O brasileiro admitiu que no ano passado, por ter sido francoatirador, entrou em quadra mais solto, mas negou que tenha sentido o nervosismo desta vez.

"Não entrei tão solto como da última vez, mas também não busquei me pressionar, me cobrar nada. No momento de entrar na quadra é diferente, bate um frio na barriga e eu demorei um pouco a entrar no jogo. É preciso lidar com isso e entrar no jogo o mais rápido possível. Eu até consegui, mas aí ele já tinha uma grande vantagem no primeiro set", considerou o cearense, que fez uma análise sobre sua reação na segunda parcial.

"Eu tive um momento delicado no segundo set, sacando em 0-30 num momento da partida. Foi difícil, mas pude sacar bem e salvar o game. No tie-break, joguei muito com o segundo saque, mas tentei ser mais agressivo, e talvez também ele não tenha sabido aproveitar", disse.

Em ascensão desde o ano passado, Thiago afirmou que vem sendo mais assediado pelos fãs e enalteceu o papel da torcida no resultado desta terça.

"Fico feliz por poder ter esse apoio do público. Hoje a atmosfera da quadra foi fantástica. Os torcedores também contribuíram para essa vitória, contribuíram para que eu me mantivesse forte mentalmente, acreditando em uma reação. Fico muito feliz com esse reconhecimento e tenho sabido lidar bem. Eu não sou tão assediado quanto o Thiem, o Nishikori, mas estou tranquilo quanto a isso e espero voltar a contar com o apoio da torcida na quinta-feira", declarou.

Segundo o tenista, o reconhecimento também vencendo maior nos vestiários. "Agora tenho um pouco mais de contato com os tenistas, tenho conversado mais com alguns. Agora no vestiário alguns me deram parabéns pela vitória, antigamente isso não acontecia. E agora tenho treinado mais com eles e conhecido alguns melhor", relatou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo