Esporte

Após estreia vitoriosa, Melo diz ter sentido mudança da Europa para o Rio

22/02/2017 21h29

Rio de Janeiro, 22 fev (EFE).- O brasileiro Marcelo Melo, que joga ao lado do polonês Lukasz Kubot, comemorou a vitória na estreia do Rio Open nesta quarta-feira, contra os compatriotas João Souza e Fabricio Neis, e admitiu ter sentido a mudança brusca de condições de jogo, uma semana depois de ter disputado o ATP 500 de Roterdã.

"Acho que todo mundo sabe que a gente veio de uma quadra dura indoor, é totalmente diferente de jogar aqui, no saibro descoberto. A gente começou jogando muito bem, até o meu game de saque em que não joguei tão bem, perdi um pouco a concentração. E todos sabem que na dupla é assim, independentemente dos adversários, se têm ranking ou não têm, se você vacila em um game, isso pode custar o set ou até o jogo", comentou Melo.

O mineiro e o polonês, cabeças de chave número 2 do torneio, também válido pela série ATP 500, tiveram tranquilidade na primeira parcial. No entanto, na segunda, foram Feijão e Neis, convidados da organização, que abriram 5-1, mas permitiram a reação dos adversários e foram derrotados no tie-break.

"A desconcentração nos custou um 5-1 contra no segundo set, mas a gente conseguiu manter o foco, recuperar a concentração até virar em 6-5. Aí perdemos o saque, mas mantivemos de novo a calma. Acho que o que prevaleceu foi a nossa experiência de anos no circuito e esse tempo que estamos jogando juntos", analisou o campeão de Roland Garros de 2015, que explicou por que ele e o parceiro treinaram logo após o triunfo.

"Quando há um jogo em que as coisas não saem tão bem, é bom bater uma bola depois para soltar um pouco, relaxar, sacar tranquilo e saber que nesses momentos nervosos, a gente pode jogar tranquilo. No tênis, a parte mental conta muito, prevalece demais, e aí vemos que é tranquilo fazer aquilo fora do jogo e dentro também", declarou.

Por sua vez, Kubot comentou sobre a velocidade da bola, que estava alta no começo do duelo e foi diminuindo com o entardecer.

"Foi bem difícil jogar a primeira partida. O jogo começou ainda durante o dia, então a bola estava muito rápida. O sol se pôs, e então no segundo set ficou um pouco mais lenta, e tivemos de trabalhar duro para vencer os pontos", declarou o polonês.

"Foi difícil vencer na primeira rodada, jogando no Brasil, contra convidados do Brasil, e isso não é fácil. Então estamos felizes por termos vencido esse jogo, já na expectativa para o próximo. Sabemos que não vai ser fácil, mas esperamos voltar a ter boas exibições", acrescentou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo