Esporte

"Acho que este é o ano em que estou jogando melhor aqui", diz Bruno Soares

23/02/2017 22h19

Rio de Janeiro, 23 fev (EFE).- Semifinalista do Rio Open pelo quarto ano seguido, o brasileiro Bruno Soares, que tem o britânico Jamie Murray como parceiro, comemorou a vitória sobre os argentinos Andrés Molteni e Diego Schwartman e sua evolução na capital fluminense.

"Acho que este é o ano em que estou jogando melhor aqui, com as condições do Rio. Nenhuma das outras vezes estava sentindo a bola, e neste ano estou sacando bem. No ano passado, me atrapalhei muito com o saque, fui me arrastando até a semifinal. Jamie está jogando bem, fez duas boas partidas nas condições, e acho que vem coisa boa para as semifinais. Hoje houve muito no-ad (deciding point), o tie-break foi apertado, e o resultado de hoje dá confiança para amanhã", declarou Bruno em entrevista coletiva após o jogo.

O mineiro fez um balanço da partida, da qual saiu vitorioso por 6-3, 5-7 e 11-9, e lembrou que no ano passado, jogando ao lado de Marcelo Melo, foi eliminado por Molteni nas quartas de final.

"Molteni joga bem nessas condições. Jogou muito bem contra a gente em São Paulo no ano passado. Ele gosta de uma bola mais lenta. Ele saca bem, devolve muito bem, conseguiu nos encucar com as devoluções, meio a meio quanto a cruzada e paralela. Ele fez com a gente o que a gente gosta de fazer, que é ser agressivo. E o Schwartzman é sólido, controla bem a bola no saibro, é habilidoso", comentou Soares, que terá pela frente o uruguaio Pablo Cuevas e o espanhol Pablo Carreño Busta.

"Cuevas e Carreño é uma dupla muito perigosa. Os resultados do Carreño em duplas nos últimos 18 meses em duplas foram muito bons. Ele fez final do US Open, semifinais na Austrália, venceu em Pequim, fez final no Rio. E o Cuevas já ganhou Roland Garros nas duplas, é um bom duplista. Em um torneio ATP 500, na semifinal, está todo mundo jogando bem, é pepino para todo lado. Temos de continuar sendo agressivos", salientou.

Por sua vez, Jamie destacou a alta alternância do jogo e comemorou o fato de ele e Bruno terem se mantido tranquilos mesmo depois de terem perdido quatro match points.

"Foi uma partida dura como um todo. Acho que eles fizeram um bom jogo, nós fizemos um bom trabalho. Todos os games foram parelhos, eles fizeram boas escolhas na devolução, devolviam fundo. Molteni devolve muito bem, fez uma grande partida, e tivemos de achar um jeito para ganhar. Abrimos 9-5, eles reagiram, a partida não fechava, mas mantivemos a calma. Estou feliz por ter vencido", comemorou o britânico, que enalteceu o papel da torcida.

"Foi ótimo para nós. É ótimo jogar para muita gente, em uma quadra cheia, isso torna o jogo mais empolgante. Mesmo quando a torcida é contra, mas a quadra está cheia, é melhor para nós", afirmou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo