Esporte

Em nova decepção, Tottenham é eliminado e mantém maldição na Liga Europa

23/02/2017 19h37

(Atualiza com resultado entre Shakhtar Donetsk e Celta de Vigo).

Redação Central, 23 fev (EFE).- O Tottenham voltou a decepcionar em competições continentais e foi eliminado da Liga Europa nesta quinta-feira pelo Gent após empate por 2 a 2 no White Hard Lane.

Depois de perder a partida de ida por 1 a 0, os 'Spurs' começaram o duelo da volta com tudo e abriram o placar logo aos 10 minutos, com Christian Eriksen. O que parecia uma classificação tranquila, porém, acabou se transformando em um novo pesadelo.

Dez minutos depois, aos 20, o artilheiro Harry Kane marcou contra o próprio gol. O Tottenham precisava então de um 3 a 1 para sonhar com a vaga nas oitavas de final da Liga Europa, mas Dele Alli foi expulso antes do intervalo, aos 40 do primeiro tempo.

Mesmo com um homem a menos, os 'Spurs' foram atrás da vaga e marcaram Victor Wanyama, aos 15 da etapa final. O gol empolgou a torcida, a pressão aumentou no White Hart Lane, mas o Gent jogou um balde de água fria no adversário aos 37 minutos, quando Jérémy Perbet marcou e confirmou a classificação dos belgas.

Com o resultado, o Tottenham foi mais uma vez eliminado de uma competição europeia de forma antecipada. O time inglês não chega às oitavas de final de um torneio continental desde a temporada 2012-2013, quando foi às quartas de final da própria Liga Europa e foi eliminado pelo Basel.

Na Ucrânia, o Shakthar Donestk também decepcionou, perdeu para o Celta de Vigo por 2 a 0 na prorrogação, após derrota por 1 a 0 no tempo normal, e está fora da Liga Europa.

Depois de vencer na Espanha por 1 a 0, os donos da casa seguraram o empate sem gols até o último lance do segundo tempo, quando Guidetti foi derrubado pelo goleiro Pyatov, melhor em campo até então, na área. Aspas marcou e levou o jogo para o tempo extra.

No segundo tempo da prorrogação, aos 3 minutos, o Celta ampliou com Cabral após cobrança de escanteio. O critério do gol fora de casa seguia valendo, o que obrigava o Shakhtar a marcar duas vezes para forçar os pênaltis, mas o time não teve forças para reagir.

Mais uma vez, o Shakhtar contou com uma legião de brasileiros em campo. Começaram o jogo Fred e Taison, ambos ex-Internacional, Marlos, ex-Coritiba e São Paulo, e Ismaily, ex-São Bento. No segundo tempo, Bernard, ex-Atlético-MG, substituiu Taison.

No jogo mais agitado da rodada, a Fiorentina levou uma virada surpreendente e foi eliminada em casa pelo Borussia Mönchengladbach, que venceu os anfitriões por 4 a 2. O time italiano tinha vencido na Alemanha por 1 a 0 e abriu dois gols de vantagem com menos de 30 minutos de jogo, com Nikola Kalinic e Borja Valero.

O Gladbach foi atrás do resultado e contou com grande atuação de Lars Stindl. O meia diminuiu aos 44 do primeiro tempo, em cobrança de pênalti, empatou aos 2 da etapa final e virou a partida oito minutos mais tarde, aos 10. Andreas Christensen fechou a classificação cinco minutos depois, aos 15.

Na França, o Lyon, que já tinha goleado o AZ Alkmaar na partida de ida por 4 a 1, não teve dificuldade para obter uma nova vitória alargada no Parc Olympique Lyonnais, e confirmar vaga na próxima fase. Com o lateral-direito Rafael, ex-Manchester United, em campo, os donos da casa venceram por 7 a 1, marcando com Fekir, três vezes, Cornet, Dader, Aouar e Diakhaby. Garcia descontou.

Outro que já tinha encaminhado a classificação na partida de ida foi o Rostov. Depois de bater o Sparta Praga em casa por 4 a 0, os russos saíram na frente na República Tcheca, mas permitiram o empate no fim do jogo. O resultado, 1 a 1, porém, não era suficiente para o Sparta, eliminado do torneio. Os gols do jogo foram marcados por Poloz, para o Rostov, e Karavaev, para a equipe tcheca.

Na Dinamarca, o Copenhague, que tinha vantagem por ter vencido o Ludogorets na partida de ida por 2 a 1, entrou em campo com o regulamento embaixo do braço e segurou um empate sem gols para se classificar para a próxima fase da Liga Europa.

Vários brasileiros atuaram para o time búlgaro. Jonathan Cafu, ex-São Paulo e Ponte Preta, Wanderson, ex-Portuguesa e Oeste, e Natanael, ex-Atlético-PR, começaram o jogo como titulares. Júnior Quixadá, ex-Bragantino, entrou no segundo tempo. Além deles, o Ludogorets tem o meia Marcelinho, que se naturalizou.

Quem também fez apenas o necessário para confirmar presença nas oitavas de final foi o Genk, que venceu o Astra, do brasileiro Junior Moraes, ex-São Cataeno, por 1 a 0. O resultado era o mínimo que o time belga precisava depois do empate por 2 a 2 no primeiro duelo entre os dois times. O único gol do jogo pelo meia espanhol e capitão da equipe, Alejandro Pozuelo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo