Esporte

Na volta ao Maracanã, Fla sufoca San Lorenzo e goleia na estreia

08/03/2017 23h43

Rio de Janeiro, 8 mar (EFE).- O Flamengo voltou ao Maracanã em grande estilo nesta quarta-feira e fez a alegria da torcida que lotou o estádio ao estrear no grupo 4 da Taça Libertadores com uma goleada sobre o San Lorenzo por 4 a 0.

Na primeira partida oficial do palco da final da última Copa do Mundo em 2017, o estado do gramado, que passou a ser cuidado apenas a partir do dia 22 de fevereiro, não era dos melhores, mas ainda assim Rubro-Negro conseguiu impor sua superioridade técnica, resistiu às jogadas mais duras do adversário e construiu um bom resultado para iniciar a caminhada na competição continental, da qual foi campeão em 1981.

Depois de um primeiro tempo difícil, Diego marcou de falta logo nos instantes iniciais da segunda etapa e ajudou a equipe mandante a se soltar. Trauco, em chute de fora da área, Romulo, de cabeça, e Gabriel, com conclusão no ângulo, completaram o placar. Guerrero ainda desperdiçou um pênalti.

Com o resultado no Rio de Janeiro, o Flamengo largou à frente em sua chave, já que Atlético-PR e Universidad Católica empataram em 1 a 1 na véspera, na Arena da Baixada, em Curitiba.

O representante chileno, aliás, será o próximo adversário da equipe carioca, em duelo que acontecerá daqui a uma semana em Santiago. Já o San Lorenzo buscará a reabilitação diante do Furacão no mesmo dia, em Buenos Aires.

O técnico Zé Ricardo repetiu o time titular da final da Taça Guanabara, no último domingo, em que o Fla perdeu para o Fluminense nos pênaltis após empate em 3 a 3 no tempo normal. No San Lorenzo, que disputou a primeira partida oficial do ano devido à greve realizada pelos jogadores do futebol argentino, Cerutti era dúvida devido a um problema na coxa direita, mas foi a campo.

No calor da torcida, a equipe anfitriã foi para o abafa inicial e, logo com um minuto, Guerrero invadiu a área pela esquerda, mas adiantou demais e desperdiçou a oportunidade.

O ritmo era intenso. O campeão continental de 1981 tentava se impor e esteve a centímetros de abrir o placar aos 13 minutos. Willian Arão abriu na esquerda para Everton, que adiantou e chutou rasteiro, acertando o pé da trave.

A resposta foi dada dois minutos depois, em cobrança de escanteio. Mancuello deu espaço, Montoya cabeceou no contrapé de Muralha e mandou rente ao poste esquerdo. O 'Ciclón' até tentava adiantar suas linhas, mas os donos da casa não deixavam.

O jogo então foi ficando pegado, e, em uma dividida pelo alto com Botta, Mancuello acabou levando a pior. O meia até insistiu para continuar, mas, grogue, teve de dar lugar a Berrío. Pouco antes da entrada do colombiano, aos 25, Rafael Vaz lançou e Guerrero procurou Diego no meio, mas errou o passe.

Em um duelo de pouca criatividade, as poucas oportunidades que o time da casa criou a partir de então até o intervalo foram desperdiçadas pelo centroavante peruano. Aos 33, o camisa 9 recebeu de Berrío e se atrapalhou na hora da finalização, ficando sem a bola. Em seguida, aos 44, foi Everton quem deu o passe para Guerrero chutar à direita.

O segundo tempo começou com confusão e gol. Angeleri puxou Everton a um passo da área, e os flamenguistas pediram pênalti. O árbitro marcou a infração fora, mas Diego, com categoria, colocou no canto direito e fez 1 a 0.

Aos dez minutos, mais polêmica. Berrío disparou pelo meio, ganhou de Mussis na velocidade e ia colocar Guerrero na cara do gol, mas o árbitro, erroneamente, assinalou falta de do colombiano. Pouco depois, aos 12, Cerutti tentou a batida cruzada, e Muralha apenas observou a bola sair.

A jogada foi isolada, e o Rubro-Negro respondeu da melhor maneira possível, com gol. Aos 16, Diego tabelou com Berrío e rolou para Trauco, que girou já ajeitando para o pé esquerdo e soltou uma bomba que morreu no cantinho.

"Sentar-se" sobre a vantagem de dois gols não parecia fazer parte dos planos do terceiro colocado do último Brasileirão. Aos 23, Berrío tocou e, também de fora, Everton chutou por cima do alvo. Logo na sequência, aos 24, Diego cobrou escanteio, Berrío desviou e Romulo cabeceou para dentro. Torrico ainda foi nela, mas a bola já havia entrado, e o placar mudou para 3 a 0.

As últimas aparições mais ameaçadoras do 'Ciclón' no setor ofensivo aconteceram aos 32, em tentativa de fora de Botta, e aos 33, em cabeceio de Colocci, mas em ambas o Flamengo ficou com o tiro de meta.

A partir de então, o que já era uma vitória segura se tornou goleada. Aos 40 minutos, Gabriel, que substituíra Everton, tirou a marcação para dançar e foi derrubado na área. Guerrero foi para a cobrança do pênalti, mas pegou mal, e Torrico segurou.

Dois minutos depois, porém, Gabriel chamou a responsabilidade e deixou o seu. O meia-atacante invadiu pela esquerda, cortou para o pé direito e, de chapa, acertou a gaveta para fechar uma grande noite para a torcida rubro-negra.



Ficha técnica:.

Flamengo: Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco; Romulo (Márcio Araújo) e Willian Arão; Everton (Gabriel), Diego e Mancuello (Berrío); Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

San Lorenzo: Torrico; Díaz, Angeleri, Coloccini e Montoya (Corujo); Mussis, Ortigoza, Belluschi e Cerutti (Merlini); Botta e Blandi (Bergessio). Técnico: Diego Aguirre.

Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai), auxiliado pelos compatriotas Mauricio Espinosa e Miguel Nievas.

Cartões amarelos: Mancuello e Trauco (Flamengo); Angeleri, Montoya e Mussis (San Lorenzo).

Gols: Diego, Torrico, Romulo e Gabriel (Flamengo).

Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo