Esporte

Grêmio estreia com pé direito na Libertadores e vence Zamora fora de casa

09/03/2017 21h32

Barinas (Venezuela), 9 mar (EFE).- O Grêmio até levou susto nos minutos iniciais, mas fez jus ao favoritismo nesta quinta-feira e venceu o Zamora, da Venezuela, por 2 a 0, resultado que já vale a liderança do grupo 8 da Taça Libertadores, após uma rodada disputada.

O Tricolor, que chegou a levar pressão do time da casa no primeiro tempo, abriu o placar pouco antes do intervalo, aos 46, com o lateral-direito Léo Moura. Logo no começo da etapa complementar, Luan converteu pênalti sofrido por Ramiro e garantiu os três pontos.

Com a vitória, o Grêmio pulou para a ponta, já que o Guaraní, do Paraguai, também venceu na estreia, o Deportes Iquique, do Chile, mas por 1 a 0. Com isso, o sexto brasileiro a estrear na Libertadores leva a melhor no saldo de gols.

O próximo compromisso da equipe comandada por Renato Gaúcho será contra o Deportes Iquique, no dia 11 de abril, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

O Zamora, por sua vez, encerra uma sequência de derrotas pela contagem mínima para brasileiros. Em quatro encontros com times do país, o campeão venezuelano perdeu todos, sempre por 1 a 0, duas vezes para o Fluminense, em 2012, e mais duas para o Atlético Mineiro, em 2014.

Para a estreia na Libertadores, o Tricolor teve desfalque de três titulares, o zagueiro Pedro Geromel, o volante Maicon e o meia Douglas, todos lesionados. A principal novidade foi a presença de Rafael Thyere no setor defensivo. Já Pedro Rocha ganhou disputa com o recém-contratado Lucas Barrios, por lugar no ataque.

O time venezuelano, tentou mostrar desde o início que não se intimidaria diante do rival brasileiro. Logo aos 5 minutos, Uribe foi lançado no meio da zaga gremista, dominou e bateu cruzado, obrigando Marcelo Grohe a fazer ótima defesa.

Com a bola no chão e muitas trocas de passe, o Zamora sufocou e envolveu a equipe gaúcha. Aos 10, Peña recebeu pela direita, avançou e serviu Clarke dentro da área. O panamenho, contudo, mostrou pouca pontaria e finalizou à esquerda do gol.

A primeira boa oportunidade do Grêmio veio aos 16 minutos, em rápido contra-ataque, em que Bolaños partiu, serviu Luan, que, por sua vez, achou Michel livre no lado esquerdo. O volante invadiu a área, mas foi infeliz na conclusão, isolando a bola por cima do travessão.

Depois da pressão inicial, aos poucos o a equipe porto-alegrense tomou conta do jogo, criando seguidas oportunidades, com Jaílson, em cabeçada, Luan, em cobrança de falta, e, especialmente, com Bolaños, em finalização de dentro da área que acabou com defesa do goleiro Salazar, aos 25.

Na metade final do primeiro tempo, o Zamora tentou retomar o domínio do jogo, se mantendo mais no ataque. A equipe da casa, no entanto, mostrou muita dificuldade em chutar no gol defendido por Grohe. Vargas, Peña e Uribe foram alguns dos que tentaram, mas erraram o alvo.

Aos 46, o Grêmio, enfim, mostrou sua força e, em rápida ação ofensiva, Luan recebeu na entrada da área e deixou Léo Moura na cara do gol. O veterano lateral girou e encheu o pé, acertando o canto direito do goleiro Salazar.

Empolgada, a equipe brasileira começou o segundo tempo a mil por hora. Logo aos 5 minutos, Ramiro foi lançado na área e, quando ficaria de frente para o gol, foi empurrado por Ovalle. Luan cobrou com categoria e ampliou o marcador.

A desvantage e a própria limitação técnica não desanimou o time da casa, que seguiu lutando. Aos 17, Peña recebeu na área, se livrou de Grohe, depois de um marcador e encheu o pé. Kannemann se esticou todo e desviou a bola para escanteio.

No lance seguinte, após bola alçada na área, Filipetto resvalou de cabeça e ficou perto de marcar. Ramiro, quase em cima da linha, testou para afastar o perigo e evitar o gol do Zamora.

Renato Gaúcho, em tentativa de dar mais gás ao setor ofensivo do Grêmio, colocou Everton e Barrios nos lugares de Pedro Rocha e Luan, respectivamente. Aos 31, o paraguaio fez boa jogada e cruzou para Bolaños, que bateu forte e obrigou Salazar a fazer boa defesa.

Nos minutos finais, com os anfitriões já sem forças para reagir e o Tricolor apenas controlando as ações, aguardando o fim da partida, a atração foi um cachorro, que invadiu o gramado. Primeiro, o animal correu para a lateral do campo, dando impressão que terminava sua "participação". Em seguida, no entanto, ele retornou e deitou, tranquilamente, até ser espantado pelo trio de arbitragem.



Ficha técnica:.

Zamora: Salazar; Faría (Ronald Hernández), Oscar Hernández, Filipetto, Ovalle; Gallardo, Melo, Vargas (Pinto), Peña e Clarke (Sosa); Uribe. Técnico: Francesco Stifano.

Grêmio: Marcelo Grohe; Léo Moura, Rafael Thyere, Kannemann e Marcelo Oliveira; Michel, Jailson, Ramiro e Bolaños (Fernandinho); Pedro Rocha (Everton) e Luan (Barrios). Técnico: Renato Gaúcho.

Árbitro: Darío Herrera (Argentina), auxiliado pelos compatriotas Hernan Maidana e Cristian Navarro.

Gols: Léo Moura e Luan (Grêmio).

Cartões amarelos: Ovalle e Vargas (Zamora).

Estádio: Agustín Tovar, em Barinas (Venezuela).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo