Esporte

Advogado diz que cobrança de dívida fiscal de Maradona foi suspensa na Itália

10/03/2017 16h53

Buenos Aires, 10 mar (EFE).- O advogado do ex-jogador de futebol Diego Maradona, Matías Morla, garantiu nesta sexta-feira que a receita italiana suspendeu a execução de dívida de 37,2 milhões de euros (R$ 125,3 milhões), por impostos sonegados entre 1984 e 1991.

O responsável pela defesa de 'El Pibe' no caso publicou no Twitter a reprodução do documento enviado pelo Escritório Tributário Regional de Nápoles, que confirmaria a informação.

O texto da nota diz que está suspenso "o julgamento de execução", contra os bens de Maradona, por causa da evasão de divisas, a partir de ordem emitida em 28 de fevereiro deste ano.

O argentino havia sido condenado em 2005 pela justiça italiana a pagar 37,2 milhões de euros, sendo que 23,5 milhões são referentes a juros de mora.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo