Esporte

Juventus bate Porto outra vez e vai às quartas de final da Champions

14/03/2017 18h52

Turim (Itália), 14 mar (EFE).- A Juventus voltou a vencer o Porto nesta terça-feira, desta vez em casa por 1 a 0, e garantiu assim um lugar nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa, já que, na ida, havia levado a melhor sobre o rival por 2 a 0 no Estádio do Dragão.

O primeiro gol da partida de hoje foi marcado pelo atacante argentino Paulo Dybala, aos 42 minutos do primeiro tempo, de pênalti. No lance que originou a abertura de placar, o lateral-direito uruguaio Maxi Pereira foi expulso, por tocar a mão na bola, deixando os visitantes com um a menos em campo.

Na ida, o Porto já havia terminado os 90 minutos com dez, devido ao vermelho recebido ainda no primeiro tempo pelo lateral brasileiro Alex Telles, que, por consequência, ficou fora do jogo disputado hoje no Juventus Stadium.

Com o resultado agregado favorável de 3 a 0, a equipe 'bianconera' avança às quartas pela terceira vez nos últimos cinco anos. O próximo adversário na Liga dos Campeões será conhecido na sexta-feira pela manhã, em sorteio que acontecerá na sede da Uefa, em Nyon, na Suíça.

Para o jogo de hoje, o técnico Massimiliano Allegri promoveu mudanças no sistema defensivo da Juve com relação à ida. Entraram o lateral-direito Daniel Alves, o zagueiro Mehdi Benatia e o volante Claudio Marchisio, nos lugares de Stephan Lichtsteiner, Andrea Barzagli e Miralem Pjanic, respectivamente. Quanto aos outros brasileiros do elenco, Alex Sandro começou jogando, enquanto o goleiro Neto ficou no banco.

No Porto, Nuno Espírito Santo foi obrigado a abrir mão de Alex Telles optou por Miguel Layún para substituí-lo. O zagueiro Felipe e o atacante Tiquinho Soares foram escalados desde o apito inicial, enquanto o meia Otávio iniciou na reserva e entrou em campo na etapa final.

Apesar de a equipe portuguesa ter a necessidade de partir para cima e vencer para reverter a desvantagem, a Juve começou melhor a partida e criou as primeiras chances. Em cinco minutos, Dybala finalizou duas vezes, sem conseguir, no entanto, acertar o gol defendido por Casillas.

Após os lances, a partida ficou em ritmo lento, com poucas oportunidades reais de gol. Aos 22, Cuadrado cruzou, Mandzukic cabeceou, mas o goleiro espanhol fez a defesa. Pouco depois, aos 37, após cobrança de escanteio de Dybala, o atacante croata do time da casa testou e ficou muito perto de marcar.

O jogo começou a mudar aos 40, em uma "blitz" da Juventus. Após cobrança de escanteio, Alex Sandro cabeceou e obrigou Casillas a fazer grande intervenção. No rebote, Higuaín fuzilou para o gol, mas a bola não entrou devido a uma "defesa" do lateral-direito Maxi Pereira. Na cobrança de pênalti, Dybala cobrou com força e abriu o placar.

No segundo tempo, logo aos 4 minutos, Casillas teve que fazer milagre para evitar gol contra de Danilo. O volante português quase acertou cabeçada em direção as próprias redes após batida de Daniel Alves para o meio da área do Porto.

Na sequência do mesmo lance, Tiquinho Soares foi lançado e apareceu, completamente, livre no lado esquerdo do ataque dos Dragões. O brasileiro invadiu a área e tocou na saída de Buffon, mas a bola acabou saindo à esquerda da meta 'bianconera'.

A 'Velha Senhora' voltou a ameaçar o adversário aos 15 da etapa complementar, quando Pjaca - que substituiu Cuadrado no intervalo - recebeu na área, ajeitou e concluiu cruzado de perna esquerda, finalizando muito perto do gol defendido por Casillas.

Pouco depois, aos 21, foi a vez de Higuaín ficar próximo de balançar as redes a favor da equipe italiana. O camisa 9 foi acionado dentro da área, se livrou da marcação de três rivais, mas também não conseguiu acertar o alvo, batendo à direita do gol.

Aos 37, em jogada envolvendo dois atletas do Porto que entraram no decorrer do segundo tempo, Otávio serviu Diogo Jota, que invadiu a área pela esquerda, mas, na hora de concluir, tirou muito de Buffon e acabou jogando a bola por cima do travessão.

Nos minutos finais, com o adversário sem forças para reagir, a Juventus segurou a bola, trocou passes e esperou o apito final do árbitro romeno Ovidiu Hategan, que foi o sinal para que a torcida pudesse comemorar ainda com ainda mais barulho a classificação para as quartas.



Ficha técnica:.

Juventus: Buffon; Daniel Alves, Bonucci, Benatia (Barzagli) e Alex Sandro; Khedira, Marchisio, Cuadrado (Pjaca), Dybala (Rincón) e Mandzukic; Higuaín. Técnico: Massimiliano Allegri.

Porto: Casillas; Maxi Pereira, Marcano, Felipe e Layún; Danilo, André André, Óliver Torres (Otávio) e Brahimi (Diogo Jota); André Silva (Boly) e Tiquinho Soares. Técnico: Nuno Espírito Santo.

Árbitro: Ovidiu Hategan (Romênia), auxiliado pelos compatriotas Octavian Sovre e Sebastian Gheorghe.

Gol: Dybala (Juventus).

Cartões amarelos: Cuadrado (Juventus); Layún e André André (Porto).

Cartão vermelho: Maxi Pereira (Porto).

Estádio: Juventus Stadium, em Turim.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo