Esporte

Após derrota para o Brasil, Peru tenta última cartada nas Eliminatórias

22/03/2017 16h58

Caracas, 22 mar (EFE).- Ainda sonhando disputar a Copa do Mundo pela primeira vez desde 1982, a seleção peruana entrará em campo pressionada a vencer a Venezuela nesta quinta-feira, fora de casa, para se recuperar para a derrota para o Brasil na rodada anterior das Eliminatórias e continuar com chances de ir à Rússia no ano que vem.

Derrotada por Neymar e companhia por 2 a 0 em Lima, em novembro, a equipe 'blanquirroja' é apenas a oitava colocada da classificatória, com 14 pontos, cinco a menos que a Argentina, que disputaria a repescagem contra o representante da Oceania caso a disputa terminasse hoje.

A 'Vinotinto', por sua vez, segura a lanterna, com apenas cinco pontos, e já jogou a toalha. O técnico Rafael Dudamel vem aproveitando as partidas para testar alguns jovens, e não será diferente no Estádio Monumental de Maturín.

Dessa forma, os atletas mais conhecidos são o volante Tomás Rincón e o atacante Salomón Rondón, além dos meio-campistas Rómulo Otero e Alejandro Guerra, que atuam no Brasil, por Atlético-MG e Palmeiras, respectivamente.

O treinador do Peru, o argentino Ricardo Gareca, alertou o elenco da urgência em reagir. Para isso, manterá um esquema ofensivo, com três atacantes: André Carrillo, Christian Cueva, do São Paulo, e Paolo Guerrero, do Flamengo.

"Pela situação na qual estamos, precisamos jogar no limite de nossas possibilidades. Temos um estilo e uma maneira de jogar, e estamos convencidos de que isso nos pode dar grandes resultados", disse Gareca em entrevista coletiva.

No entanto, o ex-técnico do Palmeiras ressaltou que seu time precisa ter atenção quando não tiver a bola. "A Venezuela tem bons jogadores e quer terminar as Eliminatórias da melhor maneira possível", comentou.

Por sua vez, Dudamel cogita barrar Rondón, que não marca um gol sequer há 14 partidas. Jósef Martínez, do Atlanta United, sensação da Conferência Leste da MLS, a liga de futebol dos Estados Unidos.

O jogo não vem empolgando muito em Maturín. Até agora, menos de 10 mil ingressos foram vendidos, e vem sendo cogitada a distribuição das entradas restantes.



Prováveis escalações:.

Venezuela: Fariñez; García, Velásquez, Ángel e Feltscher; Rincón, Herrera, Guerra e Otero; Soteldo e Rondón (ou Martínez). Técnico: Rafael Dudamel.

Peru: Gallese; Corzo, Ramos, Rodríguez e Trauco; Tapia, Yotún e Flores; Carrillo, Cueva e Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca.

Árbitro: Enrique Cáceres (Paraguai)

Estádio Monumental de Maturín, em Maturín (Venezuela).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo