Esporte

CR7 resolve para Portugal; França vence e se mantém isolada no grupo A

25/03/2017 18h59

Redação Central, 25 mar (EFE).- Portugal contou com dois gols de fora da área de Cristiano Ronaldo para vencer a Hungria neste sábado no Estádio da Luz e se manter à caça da Suíça no grupo B das Eliminatórias para a Copa de 2018, enquanto a França se manteve isolada na ponta do grupo A ao bater Luxemburgo e ainda contar com uma derrota da Holanda para a Bulgária.

Cristiano foi o destaque da partida em Lisboa, mas quem abriu o placar para a atual campeã europeia foi André Silva, promessa do Porto. CR7 abriu do meio para a esquerda até Raphael Guerreiro, que cruzou por baixo. O jogador de 21 apareceu livre na segunda trave e completou para o gol vazio.

Quatro minutos depois, André Silva aproveitou chutão da defesa e ajeitou de calcanhar para Cristiano, que cortou para o pé esquerdo e, de fora da área, acertou o cantinho para aumentar. Depois do intervalo, aos 19, o melhor jogador do mundo segundo a Fifa cobrou falta de longe e marcou o terceiro.

O resultado levou a seleção portuguesa a 12 pontos, em segundo lugar no grupo B. Mais cedo, a Suíça foi a 15, com 100% de aproveitamento, ao bater a Letônia por 1 a 0 em Genebra. A Hungria continua em terceiro lugar, com sete.

Derrotada por Portugal na final da última Eurocopa, em casa, a França se mantém firme no topo da tabela de sua chave. Mesmo sem brilho, o time dirigido por Didier Deschamps fez 3 a 1 sobre a frágil equipe de Luxemburgo e foi a 13 pontos, três a mais que a nova vice-líder isolada, a Suécia, que goleou Belarus por 4 a 0 em Solna.

A Holanda, por outro lado, estacionou nos sete pontos e é apenas quarta colocada, atrás também de seu algoz, a Bulgária, que foi a nove.

Os três primeiros gols no estádio Josy Barthel, em Luxemburgo, aconteceram em um intervalo de dez minutos na etapa inicial. Giroud colocou os 'Bleus' na frente aos 27, aproveitando cruzamento rasteiro de Sidibé. Joachim empatou aos 33, em pênalti cometido por Matuidi, mas Griezmann desempatou para a campeã mundial de 1998 aos 36 em cobrança direta de escanteio.

Luxemburgo se soltou no segundo tempo e criou algumas chances para igualar novamente, mas quem balançou a rede foi Giroud, agora escorando levantamento de Mendy.

A Holanda, por sua vez, teve o centroavante Delev como carrasco. O camisa 9 búlgaro foi o autor dos dois gols do jogo no Estádio Nacional Vasil Levski, em Sófia, aos cinco e aos 20 minutos da primeira etapa.

No grupo H, a Bélgica esteve perto de ser desbancada na liderança, mas arrancou um empate com a Grécia em 1 a 1 no estádio Rei Balduíno, em Bruxelas e foi a 13 pontos, dois a mais que a adversária, dona da segunda posição.

Os 'Diablos Vermelhos' ficaram atrás no placar logo no primeiro minuto do segundo tempo, quando Tachtsidis levou a melhor sobre Chadli pelo alto e deixou Mitroglou na cara do gol. Atento, o atacante do Benfica bateu no canto direito na saída do goleiro Courtois e fez 1 a 0.

O próprio Tachtsidis foi de herói a vilão aos 14 minutos. Ele cometeu falta dura em Alderweireld, viu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Com um a mais, a seleção anfitriã buscou o empate nos instantes finais, aos 44, em grande estilo. Mertens levantou, Romelu Lukaku ajeitou no peito, fez o giro e, sem deixar cair, arrematou firme para deixar tudo igual.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo