Esporte

Evo Morales se solidariza e critica punição a Messi

28/03/2017 16h13

La Paz, 28 mar (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, se solidarizou nesta terça-feira com Lionel Messi, que recebeu uma sanção da Fifa e não poderá jogar hoje contra a seleção boliviana e em outros três jogos por ter usado linguagem injuriosa contra um assistente de arbitragem da partida de quinta-feira passada contra o Chile.

"Não concordo com a sanção contra a Argentina. Entendo alguma coisa de futebol. Minha solidariedade para o melhor jogador do mundo", escreveu Morales, conhecido amante do futebol, em sua conta no Twitter.

A Comissão Disciplinar da Fifa decidiu hoje impor ao argentino uma suspensão de quatro partidas por proferir "palavras injuriosas" a um assistente do jogo contra o Chile nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018.

A punição começa a valer justamente hoje para o duelo contra a Bolívia, mas Messi também perderá os jogos das eliminatórias contra Uruguai, Venezuela e Peru.

A Associação de Futebol Argentino (AFA) já anunciou que apelará da sanção perante a Corte Arbitral do Esporte.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo