Esporte

Unidos após tragédia, Chape e Atlético Nacional disputam título da Recopa

03/04/2017 16h58

Chapecó (SC), 3 abr (EFE).- A Chapecoense e o Atlético Nacional se enfrentarão nesta terça-feira no jogo de ida da Recopa Sul-Americana, num jogo em que a equipe colombiana será homenageada pela torcida local na Arena Condá pela solidariedade prestada após o acidente aéreo de novembro do ano passado.

As duas equipes não tinha relação alguma até quatro meses e meio atrás. Ambas então se classificaram para a final da Copa Sul-Americana e se enfrentariam no dia 30 de novembro, no estádio Atanasio Girardot. Contudo, um dia antes, caiu o avião que levava a delegação da Chape à Colômbia, além de profissionais de imprensa e convidados, em uma tragédia que deixou 71 mortos.

Houve então em Medellín, em vez de um jogo, uma série de homenagens à equipe catarinense, que, com a aprovação do Nacional, foi proclamada campeã da Sul-Americana. Como os 'Verdolagas' ficaram com a taça da Libertadores, os agora "irmãos" disputarão a Recopa nesta terça e no dia 10 de maio, na volta da Chapecoense ao país vizinho.

Os tributos à equipe colombiana tiveram início já na aterrissagem em Chapecó. O avião com a delegação do Nacional aterrissou na tarde desta segunda e passou por jatos de água de dois caminhões dos bombeiros.

Em terra, o grupo foi recebido pelo jornalista Rafael Henzel, um dos seis sobreviventes da tragédia, que entregou medalhas especiais elaboradas pela prefeitura local. A honraria tem gravada a frase "Campeões do mundo em respeito e solidariedade".

O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, decretou ponto facultativo a partir do meio-dia desta terça a fim de, segundo ele, convocar o maior número de pessoas para um evento que ele considera ser histórico para a cidade.

A Chape ocupa a liderança do segundo turno do Campeonato Catarinense, mas em âmbito continental vem de derrota em casa para o Lanús, pela Libertadores. "Vamos entrar em campo respeitando a camisa da Chapecoense e jogar da melhor maneira possível. Não há maior reconhecimento para eles (vítimas da tragédia) que conquistar este título", disse o técnico Vagner Mancini.

O Nacional, por sua vez, lidera o Torneio Apertura colombiano, com 26 pontos, um a mais que o vice-líder, o rival Independiente Medellín. Na busca pelo segundo título seguido da Libertadores, estreou perdendo para o Barcelona por 2 a 1 em Guayaquil.

"Embora tenhamos que manter a rivalidade e competir, continuaremos sendo irmãos. Nada vai apagar de nossas mentes e corações o sentimento de misericórdia e nostalgia pelo que aconteceu", declarou o técnico Reinaldo Rueda.



Prováveis escalações:.

Chapecoense: Artur Moraes; João Pedro, Douglas Grolli, Nathan e Reinaldo; Moisés Ribeiro, Andrei Girotto e Luiz Antônio; Niltinho, Rossi e Wellington Paulista. Técnico: Vágner Mancini.

Atlético Nacional: Armani; Bocanegra, Nájera, Henríquez e Díaz; Arias, Bernal, Uribe e Torres; Mosquera e e Moreno. Técnico: Reinaldo Rueda.

Árbitro: Mario Díaz de Vivar (Paraguai), auxiliado pelos compatriotas Milciades Saldívar e Roberto Cañete.

Estádio: Arena Condá, em Chapecó (SC).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo