Esporte

IAAF rejeita proposta do COI de retirar 50km da marcha do programa olímpico

13/04/2017 16h42

Redação Central, 13 abr (EFE).- O Conselho Diretivo da Federação Internacional de Atletismo (IAAF) rejeitou nesta quinta-feira a proposta do Comitê Olímpico Internacional (COI), de retirar do programa dos Jogos Olímpicos a prova dos 50km da marcha atlética.

A disputa, com isso, seguirá no calendário da edição de 2020, que acontecerá em Tóquio, no Japão.

"O Conselho decidiu por não propor a retirada de nenhuma modalidade do atual programa olímpico, dado que os atletas já estão há um ano se preparando para os Jogos de 2020. Qualquer iniciativa será referente ao seguinte ciclo", divulgou a IAAF.

Presente desde os Jogos de Los Angeles, nos Estados Unidos, em 1932, os 50km da marcha atlética só é disputada na atualidade entre os homens.

Ainda na reunião que está sendo realizada em Londres foi avaliado que a Rússia apresenta "poucos progressos", de acordo com relatório de reformas do programa antidoping, para que seja feita a reabilitação e a autorização para atletas do país disputarem competições.

"O Conselho se encontra decepcionado e preocupado ao conhecer que as medidas que a Federação Russa se comprometeu a adotar neste ano continuam estando distantes", afirmou o presidente da IAAF, Sebastian Coe.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo