Esporte

Hamilton assume culpa por manobra que resultou em punição no GP do Bahrein

16/04/2017 17h15

Redação Central, 16 abr (EFE).- O britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, admitiu neste domingo que foi o responsável único pela punição que recebeu no Grande Prêmio do Bahrein, por desacelerar na entrada dos boxes e prejudicar o australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull.

"Foi minha culpa, e eu lamento pela equipe. Foi totalmente, minha culpa o que aconteceu durante o carro de segurança", afirmou o vice-líder do Mundial de Pilotos, em entrevista coletiva concedida pouco após a prova.

Hamilton foi punido em cinco segundos, por reduzir fortemente a velocidade no acesso ao pit lane, enquanto o finlandês Valtteri Bottas fazia troca, no momento da entrada de carro de segurança, após colisão entre o espanhol Carlos Sainz e o canadense Lance Stroll.

"Eu tinha um bom ritmo, embora não saiba se teria sido capaz de alcançar (Sebastian) Vettel. Com a penalização, foi difícil. Quero pedir desculpas a minha equipe. Estou decepcionado por perder pontos para a equipe quando poderíamos ter vencido a corrida, mas assim são as coisas", avaliou o três vezes campeão mundial.

Hoje, Hamilton terminou na segunda posição, ficando atrás do piloto alemão da Ferrari, que, com o resultado, assumiu a liderança isolada do Mundial de Pilotos, com 68 pontos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo