Esporte

Atlético faz gol no começo, joga "com regulamento" e elimina Leicester

18/04/2017 17h44

Leicester (Inglaterra), 18 abr (EFE).- No confronto mais amarrado das quartas de final desta edição da Liga dos Campeões, o Atlético de Madrid se garantiu entre os quatro melhores times da Europa nesta terça-feira ao empatar com o Leicester em 1 a 1 no King Power Stadium.

Com a vantagem de ter vencido por 1 a 0 na Espanha na última quarta, o time 'rojiblanco' saiu na frente no primeiro tempo, com Saúl, o que obrigava o atual campeão inglês a marcar três gols sem levar nenhum para poder ir ainda mais longe logo em sua primeira pariticipação na 'Champions'.

Os 'Foxes' conseguiram apenas empatar, com Vardy, já na etapa final, mas, pouco acostumados a terem de tomar a iniciativa, não consolidaram a reação. O Atlético segurou bem o adversário, se colocou nas semifinais pela terceira vez nas últimas quatro temporadas e fica esperando o sorteio da próxima sexta-feira para saber quem terá pela frente.

As duas equipes tiveram poucas alterações em relação à partida de ida. No Leicester, o zagueiro Morgan, capitão do time, retornou e formou dupla com Belalouane, já que Huth cumpriu suspensão. Já Diego Simenone escalou o 'Atleti' com o zagueiro Giménez como volante em lugar de Fernando Torres, o que deu mais liberdade a Ferreira-Carrasco.

Como já havia acontecido em Madri, o jogo no King Power também começou amarrado e com pouca criação. Aos nove minutos do primeiro tempo, os 'Foxes' trocaram passes até Okazaki partir para o drible. Drinkwater pegou a sobre e chutou em cima da marcação.

A chance mais clara do primeiro quarto de jogo apareceu aos 21 minutos, em ataque do Leicester. Mahrez esticou na ponta para Vardy, que rolou até Okazaki. O atacante japonês chegou batendo e mandou para fora.

Os 'Colchoneros' jogavam como gostam. Davam campo para o adversário, embora não se deixassem pressionar, e esperavam oportunidades para contra-atacar. Filipe Luís, que vive grande fase, recolheu a sobra pela esquerda e cruzou na segunda trave até Saúl, que completou de cabeça e fez 1 a 0.

Os donos da casa sentiram o golpe, já que passaram a precisar de três gols, e quase sofreram o segundo. Aos 31, Ferreira-Carrasco acelerou e deu para Saúl, que tentou de longe. O goleiro Schmeichel pegou.

A resposta foi dada dois minutos depois, com Maherez. Albrighton levantou da esquerda, a defesa cortou parcialmente, e o melhor jogador do último Campeonato Inglês emendou de primeira, mas parou na defesa de Oblak.

Ferreira-Carrasco demonstrava que a opção de Simeone por adiantá-lo foi certeira e voltou a dar trabalho aos 39. O belga avançou pela esquerda, passou por dois e ia ficando em boas condições para ampliar, mas Schmeichel saiu bem para o abafa e salvou o Leicester.

A equipe anfitriã voltou do vestiário com Chilwell e Ulloa nas vagas de Benalouane e Okazaki, mas foi o Atlético que atacou primeiro. Aos quatro minutos, Griezmann fez fila na defesa adversária e, cara a cara, preferiu o passe. Ferreira-Carrasco não conseguiu arrematar.

Apesar do susto, o Leicester vivia momento melhor e mostrou isso aos cinco, com Chilwell. O lateral apareceu no segundo pau para bater de primeira e quase deixou tudo igual.

O empate ia amadurecendo e aconteceu aos 15 minutos. Chilwell tentou mais uma vez, e, atento após o desvio em Savic, Vardy completou para a rede.

No embalo e precisando de outros dois gols, os 'Foxes' fizeram nova investida aos 19, culminando com chute rasteiro de Ulloa e corte de Hernández. Três minutos depois, Mahrez cruzou e Vardy bateu em cima de Savic, que apareceu novamente.

Após algum tempo de "refresco" para a defesa atleticana, o atual campeão inglês voltou a dar trabalho 30 minutos. Mahrez cobrou falta com chute colocado e encobriu a meta.

Quando se esperava um sufoco do time mandante, o que se viu foi o vice-campeão da temporada passada segurando o jogo e resistindo às investidas do adversário. Aos 42, em linha de passes com Mahrez, Ulloa e Ndidi, Drinkwater finalizou em cima da marcação.



Ficha técnica:.

Leicester: Schmeichel; Simpson, Benalouane (Chilwell), Morgan (Amartey) e Fuchs; Drinkwater, Ndidi, Albrighton e Mahrez; Okazaki (Ulloa) e Vardy. Técnico: Craig Shakespeare.

Atlético de Madrid: Oblak; Juanfran (Hernández), Savic, Godín e Filipe Luís (Correa); Gabi, Giménez, Saúl e Koke; Ferreira-Carrasco (Fernando Torres) e Griezmann. Técnico: Diego Simeone.

Árbitro: Gianluca Rocchi (Itália), auxiliado pelos compatriotas Elenito Di Liberatore e Mauro Tonolini.

Cartões amarelos: nenhum.

Gols: Vardy (Leicester); Saúl (Atlético de Madrid).

Estádio: King Power, em Leicester (Inglaterra).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo