Topo

Esporte

Del Potro insinua adeus à Davis e busca treinador "como Sampras ou Guga"

20/04/2017 20h05

Buenos Aires, 20 abr (EFE).- O argentino Juan Martín del Potro colocou em dúvida nesta quinta-feira sua participação na repescagem da Copa Davis contra o Cazaquistão ao afirmar que tem "outros desafios", e disse sonha com um novo treinador experiente, como o americano Pete Sampras ou brasileiro Gustavo Kuerten.

"Eu me sinto realizado com tudo o que fiz na Davis. É um objetivo que se cumpriu em 2016 (quando a Argentina foi campeã) e agora almejo outros desafios em minha carreira, como o próximo tour sobre saibro e subir no ranking", disse o número 34 da classificação da ATP.

Sobre o confronto com o Cazaquistão, que será disputado entre os dias 15 e 17 de setembro, em Astana, 'Delpo' disse que a Argentina poderia ter conseguido "um rival mais fácil", mas que a equipe tem se habituado às dificuldades de jogar como visitante no torneio.

"Estamos acostumados porque no ano passado vivemos essa situação e resolvemos", analisou Del Potro, em alusão à Copa Davis que a Argentina conquistou em 2016, com quatro vitórias como visitante.

Sobre os objetivos para este ano, o argentino disse que se preparou "muito bem" para competir no saibro, o tipo de quadra no qual mais sente dificuldades.

"Não é simples para mim jogar no saibro, mas estou otimista porque faz anos que eu não disputo estes torneios. Se eu for bem, tenho chances de somar e subir mais posições no ranking , explicou.

Sobre a escolha do novo treinador, Del Potro admitiu que gostaria de trabalhar com algum um ex-jogador com carreira expressiva, como Guga.

"Seria lindo como experiência ter um Sampras ou um Guga Kuerten para que me acompanhem em algum torneio do circuito", declarou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte