Esporte

Anelka declara apoio a candidato de extrema esquerda Philippe Poutou

23/04/2017 08h22

Paris, 23 abr (EFE).- O ex-jogador francês Nicolas Anelka, conhecido por suas declarações polêmicas, afirmou que não votará nas eleições presidenciais de seu país, mas declarou seu apoio ao candidato de extrema esquerda Philippe Poutou.

O candidato da Liga Comunista Revolucionária, que nas pesquisas aparece com menos de 2% das intenções de voto, propõe entre outras medidas aumentar os impostos de forma substancial para as grandes fortunas.

Em uma entrevista publicada neste domingo pelo jornal "Le Journal du Dimanche", o ex-atacante disse que não vai às urnas, mas mostrou sua simpatia por Poutou.

"Se tivesse que escolher, votaria em Poutou. No debate entre os 11 candidatos gostei da forma como criticou seus concorrentes, chamando-os de mentirosos e ladrões", apontou Anelka, atualmente com 38 anos e conselheiro esportivo do clube holandês Roda JC.

Conhecido por suas declarações impactantes, o ex-jogador foi expulso da concentração da seleção da França durante o a Copa do Mundo de 2010 por ter criticado duramente o treinador, Raymond Domenech.

"Na minha opinião estas eleições são uma farsa. Infelizmente, ganhe quem ganhar, nada mudará", concluiu.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo