Esporte

Messi marca no último lance, Barça vence Real e assume a ponta do Espanhol

23/04/2017 17h57

Madri, 23 abr (EFE).- Em clássico que representou um confronto direto pela liderança do Campeonato Espanhol, Lionel Messi marcou dois gols, um deles no último instante, e resolveu para o Barcelona, que venceu o Real Madrid por 3 a 2 no estádio Santiago Bernabéu neste domingo, pela 33ª rodada, e se colocou no topo da tabela.

Mesmo desfalcado do atacante Neymar, que cumpriu o segundo de três jogos de suspensão por ofensas a um árbitro auxiliar na derrota para o Málaga por 2 a 0, há duas semanas, o Barça triunfou em território inimigo. Com isso, igualou os 75 pontos do rival e leva a melhor no primeiro critério de desempate, o confronto direto.

Casemiro colocou o Real na frente no placar, mas Messi e Rakitic viraram o marcador. Com um homem a menos devido à expulsão de Sergio Ramos, os donos da casa igualaram com James, mas o astro argentino fez mais um no último lance e selou o triunfo 'blaugrana'.

Dessa forma, a equipe dirigida por Luis Enrique deixa para trás a eliminação nas quartas de final da Liga dos Campeões, ocorrida na última quarta-feira com um empate sem gols com a Juventus, que havia vencido por 3 a 0 na Itália.

Para o Real, o campeonato ainda não está perdido. A equipe madrilenha ainda tem uma partida atrasada a disputar, diante do Celta de Vigo, no campo do adversário, e por isso ainda tem a chance de voltar à ponta.

Zinedine Zidane mais uma vez não pôde contar com os zagueiros Pepe e Raphael Varane. Com isso, repetiu dez dos 11 titulares da vitória sobre o Bayern de Munique na prorrogação na última terça-feira, que classificou o time para as semifinais da Liga dos Campeões. A exceção foi a volta do atacante Bale, que se recuperou de um problema na panturrilha, mas foi substituído por Asensio ainda no primeiro tempo por ter sentido dores no tornozelo.

Já no Barça a única baixa foi Neymar, que, suspenso, deu lugar a Alcácer. A presença do brasileiro foi uma incógnita até a manhã deste domingo, quando o clube catalão anunciou que ele não viajaria para Madri. Os dirigentes até tentaram a liberação do atacante no Tribunal de Arbitragem Esportiva (TAD), mas não obtiveram resposta e optaram por não escalá-lo.

O clássico começou com "chumbo trocado". A primeira finalização aconteceu aos seis minutos de partida, em contra-ataque que culminou com um arremate para fora de Cristiano Ronaldo. Aos dez, Iniesta serviu Suárez, que também bateu pela linha de fundo.

O Real tinha um pouco mais a bola, mas os dois times continuavam criando chances. Aos 18, Alcácer preparou para Suárez, que emendou de primeira e viu a bola ir à esquerda do alvo. Dois minutos depois, Cristiano Ronaldo acertou lindo chute cruzado, mas Ter Stegen salvou o Barcelona com grande intervenção.

Dadas as emoções, o duelo "pedia" um gol, que saiu aos 28. Marcelo levantou da esquerda e Sergio Ramos, em posição duvidosa, cabeceou na trave. Casemiro pegou o rebote e completou para a rede.

No entanto, a vantagem da equipe anfitriã durou apenas cinco minutos. Aos 33, Rakitic passou para Messi, que passou por Casemiro, "entortou" Carvajal e chutou no cantinho para deixar tudo igual.

Embora o gol tenha deixado o craque argentino com crédito, o camisa 10 foi para o vestiário de cabeça cheia. Instantes antes do intervalo, aos 46, Navas falhou na saída de gol depois do escanteio e, com o costa-riquenho batido, concluiu para fora.

A partida continuou quente na segunda etapa, e logo nos minutos iniciais os goleiros tiveram trabalho. Aos quatro minutos, Marcelo cruzou e, da meia-lua, Kroos chutou colocado para boa defesa de Ter Stegen.

Pouco depois, aos dez, Alcácer ficou cara a cara e bateu rasteiro para bloqueio de Navas com o pé. O arqueiro brilhou novamente aos 16, em cabeceio a queima roupa de Piqué.

O "toma lá, dá cá" era incessante. Aos 22 minutos, Asensio desceu com liberdade pela direita e enfiou por baixo para o meio da área até Cristiano Ronaldo, que, livre, passou um pouco da bola e encobriu o travessão. Logo na saída do Barça para o ataque, Suárez ficou de frente para o alvo e arrematou com força, mas Navas espalmou mais uma.

Até que aos 27 minutos, o goleiro do Real nada pôde fazer. Kroos afrouxou a marcação, Rakitic levou da direita para o meio e acertou um bonito chute de fora da área no canto direito, no que hoje em dia habituou-se chamar de "bochecha" da rede.

A situação do time anfitrião pareceu se complicar, já que Sergio Ramos parou contra-ataque do Barça acertando um carrinho em Messi e viu o cartão vermelho direto, aos 33.

Contudo, mesmo com um a menos, os 'Blancos' foram em busca de uma nova igualdade, que aconteceu aos 40 minutos. Marcelo fugiu da marcação, foi ao fundo pela esquerda e cruzou na primeira trave. James Rodríguez, que pouco antes havia entrado em lugar de Benzema, se antecipou à zaga e completou para a rede de pé esquerdo.

Na parte final de 'El Clásico', quem pareceu ter um a mais foi a equipe madrilenha, que ficou em cima, enquanto os visitantes tentavam contra-atacar. Porém, a última - e fatal - descida foi do Barcelona e caiu no pé certo. Sergi Roberto acelerou e tocou para André Gomes, que adiantou para Alba. O lateral esquerdo rolou para o meio e, de primeira, Messi chutou no cantinho direito para definir o placar final.



Ficha técnica:.

Real Madrid: Navas; Carvajal, Segio Ramos, Nacho e Marcelo; Casemiro (Kovacic), Modric e Kroos; Cristiano Ronaldo, Bale (Asensio) e Benzema (James Rodríguez). Técnico: Zinedine Zidane.

Barcelona: Ter Stegen; Sergi Roberto, Piqué, Umtiti e Alba; Busquets, Rakitic e Iniesta; Messi, Alcácer (André Gomes) e Suárez. Técnico: Luis Enrique.

Árbitro: Alejandro José Hernández Hernández, auxiliado por Teodoro Sobrino Magán e Miguel Martínez Munuera.

Cartões amarelos: Casemiro, Kovacic e Carvajal (Real Madrid); Umtiti e Messi (Barcelona).

Cartão vermelho: Sergio Ramos (Real Madrid).

Gols: Casemiro e James Rodríguez (Real Madrid); Messi (2x) e Rakitic (Barcelona).

Estádio: Santiago Bernabéu, em Madri.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo