Esporte

Ex-vice da Fifa, Chung Mong-Joon recorre à CAS e pede anulação de sanção

24/04/2017 16h57

Redação Central, 24 abr (EFE).- O sul-coreano Chung Mong-Joon, ex-vice-presidente da Fifa, apresentou um recurso à Corte Arbitral do Esporte (CAS) contra a decisão emitida pelo Comitê de Apelação da entidade esportiva, que o suspendia por cinco anos por descumprir o Código de Ética.

Chung Mong-Joon solicitou à CAS a anulação da decisão adotada pelo Comitê da Fifa, segundo informou o organismo com sede em Lausanne.

A sanção foi aplicada por Chung Mong-Joon ter violado os artigos 13, 16, 18, 41 e 42 (Obrigação geral de cooperação) do Código Ético da Fifa, dentro da investigação do processo de candidaturas às edições de 2018 e 2022 da Copa do Mundo, concedidas a Rússia e Catar, respectivamente.

Chung Mong-Joon foi vice-presidente da Fifa entre 1994 e 2011 e pretendia concorrer às eleições do dia 26 de fevereiro, o que não foi possível devido à sanção.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo