Topo

Esporte

Jogadores do Peñarol prestam depoimento sobre briga em duelo com Palmeiras

REUTERS/Andres Stapff
Torcedores de Palmeiras e Peñarol entram em conflito no Uruguai Imagem: REUTERS/Andres Stapff

Da EFE

Em Montevidéu (Uruguai)

28/04/2017 14h25

Os jogadores Nahitan Nandez, Junior Arias, Matías Mier e Yeferson Quintana, do Peñarol, foram convocados a prestar depoimento nesta sexta-feira à Justiça do Uruguai sobre a briga generalizada na partida com o Palmeiras pela Taça Libertadores. A confusão, que teve Felipe Melo como um dos protagonistas e se estendeu também às arquibancadas do estádio, virou tema de polícia. 

O grupo de jogadores foi convocado para esclarecer sua participação na confusão. Em entrevista ao El Pais, o ministro do Uruguai, Eduardo Bonomi, classificou o incidente como "lamentável" e culpou os jogadores do Peñarol por terem iniciado a confusão. 

Após o jogo, vencido pela equipe paulista de virada por 3 a 2 no estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu, alguns jogadores das duas equipes protagonizaram uma briga no campo, e o clima de violência chegou às arquibancadas, onde torcedores dos dois times se jogaram objetos.

A convocação para prestar depoimento, segundo Gastón Tealdi, representante do Peñarol para a Associação Uruguaia de Futebol (AUF), responde a "nada mais que prestar esclarecimentos".
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte