Esporte

Atlético-PR é massacrado pelo San Lorenzo e lutará por vaga na última rodada

03/05/2017 23h06

Curitiba, 3 mai (EFE).- Com uma dura derrota por 3 a 0 para o San Lorenzo nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, o Atlético-PR perdeu a chance de se classificar antecipadamente às oitavas de final da Taça Libertadores e precisará conquistar a vaga na última rodada, ao visitar a Universidad Católica no Chile.

A equipe argentina abriu o placar logo aos 13 minutos de jogo, em cabeceio de Paulo Díaz. Mais uma vez de cabeça, a equipe chilena ampliou com Blandi, aos 22 do segundo tempo, e marcou o terceiro com Botta, aos 46 minutos.

Com o resultado, Atlético e San Lorenzo terminam a rodada com sete pontos, mas a equipe argentina, que havia começado o dia na lanterna do grupo 4, leva a melhor no saldo de gols e chegará à sexta rodada com chances de classificação.

Na última rodada, o Atlético só dependerá de si para se garantir nas oitavas de final, mas precisará vencer a Universidad Católica fora de casa na quarta-feira. No mesmo dia, o San Lorenzo tentará a classificação contra o Flamengo, na Argentina.

Se o clima nas arquibancadas era de otimismo antes de jogo, as chances de classificação antecipada diminuíram pouco depois do apito inicial. Após cobrança de escanteio, Rojas recebeu pelo lado direito e cruzou em direção ao segundo poste para Díaz cabecear e balançar as redes.

O Atlético tentou responder na sequência, mas Eduardo da Silva exagerou na força e não conseguiu encontrar Douglas Coutinho na área adversária.

Com muitas dificuldades para criar, o Furacão não levou real perigo ao ataque até o intervalo. Insatisfeito com o desempenho do time, o técnico Paulo Autuori alterou o setor ofensivo com as entradas de Pablo e Felipe Gedoz nos lugares de Douglas Coutinho e Matheus Rossetto, respectivamente.

As alterações mudaram a postura da equipe, que aos cinco minutos do segundo tempo chegou ao ataque com Sidcley, que acertou a rede pelo lado de fora. Pouco depois, Nikão arriscou de fora da área e por pouco não marcou.

Mesmo com a melhora de rendimento, o Atlético vacilou e sofreu o segundo gol. Em arrancada pela direita, Beluschi cruzou na cabeça de Blandi, que ampliou a vantagem aos 22 minutos.

Com a situação ainda mais complicada, Autuori substituiu Lucho González por Grafite, que deu mais presença de área ao time, mas a mudança não se converteu em gols.

O que parecia ser impossível de piorar, piorou. Aos 46 minutos, San Lorenzo chegou ao terceiro em jogada individual de Botta, que se livrou da marcação dentro da área e chutou no cantinho para fechar a vitória dos visitantes.



Ficha técnica:.

Atlético-PR: Weverton; Zé Ivaldo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto (Gedoz), Lucho González (Grafite) e Nikão; Felipe Eduardo da Silva e Douglas Coutinho (Pablo). Técnico: Paulo Autuori.

San Lorenzo: Navarro; Díaz, Angeleri, Caruzzo e Rojas; Mussis, Cerutti (Botta), Ortigoza (Mercier) e Belluschi; Merlini (Coloccini) e Blandi. Técnico: Diego Aguirre.

Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia), auxiliado pelos compatriotas Alexánder Guzmán e Cristian De La Cruz.

Gols: Díaz, Blandi e Botta (San Lorenzo).

Cartões amarelos: Díaz e Rojas (San Lorenzo); Thiago Heleno (Atlético-PR).

Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo