Esporte

Canelo Álvarez e Julio César Chávez Junior fazem a luta do ano em Las Vegas

05/05/2017 17h58

Las Vegas (EUA), 5 mai (EFE).- "Guerra Civil", assim vem sendo chamado o duelo entre Saúl Canelo Álvarez e Julio César Chávez Junior, que acontecerá neste sábado em Las Vegas, nos Estados Unidos, apontado pelos críticos como a provável melhor luta de boxe de 2017.

Nenhum título estará em jogo, no combate de peso combinado de 74,620 quilos (164,5 libras), no entanto, ambos carregam nas costas o peso da afirmação como grande nome do pugilismo atual do México, além de apresentarem em seus 'staffs' duas lendas do esporte.

"Não tenho dúvidas de que o vencedor será o novo ídolo dos mexicanos", garantiu Álvarez, que preferiu lutar contra o compatriota do que enfrentar o cazaque Gennady Golovkin, considerado o melhor peso por peso do momento.

Canelo, de 26 anos, é o boxeador de maior destaque da Golden Boy Promotions, empresa cujo dono é o americano Oscar de la Hoya, filho de mexicanos e campeão mundial em seis categorias. Já o adversário, de 31 anos, como está claro no nome, é filho de Julio César Chávez, que obteve quatro cinturões, em quatro diferentes pesos.

"Quando dois mexicanos sobem em um ringue para boxear, está garantido um grande espetáculo", garantiu De la Hoya.

Canelo é, atualmente, o campeão mundial dos meio médio-ligeiros pela Organização Mundial de Boxe (OMB). O lutador é conhecido pela grande quantidade de nocautes, 34 ao todo, em 50 combates, em que tem cartel de 48-1-1.

Julito Chávez, por sua vez, tenta retomar uma carreira que saiu do rumo em 2012, com derrota para o argentino Sergio 'Maravilla' Martínez. O herdeiro do trono mexicano venceu 50 lutas, perdeu duas e teve um empate, com 32 nocautes.

"Meu filho sabe da importância que tem para uma vitória para nossa família. Não pensamos em outra coisa", disse Chávez pai.

A T-Mobile Arena, em Las Vegas, onde acontecerá o combate, deverá estar lotada, com 22 mil expectadores. Álvarez deverá receber US$ 20 milhões (R$ 63 milhões) por entrar no ringue, contra "apenas" R$ 6 milhões (R$ 19 milhões).

Em caso de derrota, Canelo terá direito a uma revanche automática, o que não vale para Chávez, que muitos apontam como um possível aposentado, em caso de revés.

A expectativa é de que 40 milhões de pessoas acompanhem a luta pela televisão no México, onde duas emissoras farão a transmissão. Nos Estados Unidos, aumentou em 1 milhão os pedidos de compra da atração, que será exibida pelo sistema pay-per-view.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo