Esporte

Com lembranças de tragédia, Chape volta a Medellín por 2º título da semana

09/05/2017 17h29

Medellín (Colômbia), 9 mai (EFE).- Pouco mais de cinco meses após a queda do avião a LaMia, que deixou 71 mortos, a Chapecoense está de volta a Medellín e, na busca pelo segundo título em do segundo título em quatro dias, enfrentará o Atlético Nacional no estádio Atanasio Girardot na partida de volta da Recopa Sul-Americana.

O jogo está marcado pela lembrança da tragédia ocorrida em 29 de novembro, quando a Chape viajava para Medellín para o primeiro duelo da decisão da Copa Sul-Americana. A decisão não aconteceu, a Chape foi declarada campeã e por isso decide a Recopa com o Nacional, vencedor da Taça Libertadores do ano passado.

O Verdão do Oeste chega à Colômbia em vantagem por ter vencido por 2 a 1 na Arena Condá, no dia 4 de abril. Com isso, poderá empatar ou até perder por um gol de diferença, desde que marque ao menos dois, para dar a segunda volta olímpica da semana. A primeira aconteceu no domingo, com a conquista do bicampeonato catarinense.

A delegação da Chapecoense, foi recebida com honras em Medellín na segunda-feira e foi homenageada também nesta terça. O ex-goleiro Follmann, o zagueiro Neto, o lateral Alan Ruschel e o radialista Rafael Henzel, os quatro brasileiros que sobreviveram à tragédia, fazem parte do grupo.

"Não tenho dúvidas de que a Chapecoense será uma adversária a altura do Nacional, não apenas pelo título de hoje, que nos alavanca para fazer um bom jogo, mas também pelo estudamos deles. É uma grande equipe, última a ter vencido a Libertadores, e recentemente fez uma partida brilhante contra o Estudiantes em casa", declarou Mancini em entrevista coletiva após a final do estadual.

O Nacional goleou o Estudiantes por 4 a 1 na terça-feira da semana passada. Foi a primeira vitória do time nesta edição da Libertadores, o que evitou uma eliminação precoce. No Apertura, já garantiu a classificação para as quartas de final como líder, pois tem 12 pontos de frente para o segundo colocado, o rival Independiente Medellín.

O técnico Reinaldo Rueda terá uma importante baixa, o meio-campista Uribe, que sofreu uma lesão muscular. Por outro lado, o lateral-esquerdo Díaz e o meia Torres foram liberados pelo departamento médico e estarão em campo.

"Temos a obrigação de ganhar, de virar a eliminatória, e esperamos fazer isso da melhor maneira. Tomara que tenhamos uma boa noite e conquistemos o resultado", declarou Díaz.

O Nacional tem seis títulos internacionais. São dois da Libertadores (1989 e 2016), dois da Copa Interamericana (1990 e 1997) e dois da Copa Merconorte (1998 e 2000).



Prováveis escalações:.

Atlético Nacional: Armani; Bocanegra, Nájera, Herníquez e Díaz; Arias, Bernal e Torres; Ruiz, Moreno e Ibargüen. Técnico: Reinaldo Rueda.

Chapecoense: Arthur Moraes; João Pedro, Douglas Grolli, Luiz Otávio e Reinaldo; Nathan, Moisés Ribeiro e Luiz Antonio; Rossi, Arthur e Wellington Paulista. Técnico: Vagner Mancini.

Árbitro: Roberto Tobar (Chile), auxiliado pelos compatriotas Marcelo Barraza e Claudio Ríos.

Estádio: Atanasio Girardot, em Medellín.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo