Esporte

Daniel Alves brilha com golaço, Juventus bate Monaco e vai à final em Cardiff

09/05/2017 17h55

Turim (Itália), 9 mai (EFE).- Apesar de ter sua defesa quase intransponível vazada pela primeira vez em fases eliminatórias desta edição da Liga dos Campeões da Europa, a Juventus confirmou as previsões, bateu nesta terça-feira o Monaco por 2 a 1 e se garantiu na decisão do torneio, em grande parte graças a mais uma atuação de gala de Daniel Alves, autor de um golaço.

O lateral-direito brasileiro, que já havia dado duas assistências para o atacante argentino Gonzalo Higuaín no jogo de ida entre as duas equipes pelas semifinais, na vitória da 'Velha Senhora' por 2 a 0, deu mais um passe para gol hoje. Desta vez, o camisa 23 serviu ao atacante croata Mario Mandzukic, que marcou aos 33 minutos do primeiro tempo.

Pouco depois, aos 45, Daniel curtiu momento de artilheiro em grande estilo, ao acertar um belo chute de primeira, da intermediária. Na comemoração, o titular da seleção brasileira comemorou com pose e coraçãozinho feito com as mãos em direção à arquibancada. Aos 24 da etapa final, o jovem atacante francês Kylian Mbappé descontou.

Com a vitória, a Juventus disputará pela nona vez a final da 'Champions' - a última delas foi há dois anos, quando perdeu para o Barcelona. A equipe de Turim encarará quem avançar no confronto entre Real Madrid e Atlético de Madrid, no dia 3 de junho, em Cardiff, no País de Gales, lutando pela terceira conquista continental. Os dois títulos anteriores do clube italiano vieram em 1985 e 1996.

Para o jogo desta terça, o técnico Massimiliano Allegri manteve a formação inicial utilizada na vitória na semana passada no Principado. No entanto, na escalação divulgada pelo clube, optou por uma linha de três zagueiros, com Daniel Alves jogando de ala, ao invés de ponta direita.

No Monaco, o lateral-esquerdo Mendy, vetado na ida por problemas disciplinares, reapareceu e começaria no banco, mas acabou alçado ao time tiular no aquecimento, quando Dirar reclamou de dores e foi sacado. A reserva acabou sendo o destino do volante brasileiro - e lateral de origem - Fabinho. O meia português João Moutinho, por sua vez, ganhou vaga na equipe.

Com a bola rolando, o jogo começou com um visitante atrevido. Aos 5 minutos, Bernardo Silva arriscou de fora da área, a bola a bateu em um adversário e sobrou para Mbappé, que tocou na saída de Buffon, acertando a trave esquerda. O lance, porém, foi parado por posição irregular do jovem francês.

Aos 7, Falcao García também apareceu bem, após falta cobrada rapidamente no meio. O atacante colombiano bateu de longe e assustou, em bola que saiu por cima, muito perto do gol.

Depois das oportunidades, a Juve ainda perdeu o volante Khedira, com lesão na coxa esquerda. O substituto foi Marchisio, que já havia atuado na vaga do alemão no primeiro jogo, por causa de uma suspensão por acúmulo de cartões amarelos.

Os anfitriões neutralizaram o rival. Aos 21, Higuaín recebeu, ficou frente a frente com Subasic e deu toque por cima, mas acabou errando o alvo. Apenas quatro minutos depois, o camisa 9 foi de finalizador a garçom e deu belo passe para Mandzukic. O atacante croata bateu na saída do goleiro compatriota, que fez a defesa.

As chances da Juve foram se sucedendo. Aos 26, Daniel Alves cruzou, em bola que desviou em Jemerson, e Mandzukic cabeceou para fora. Na sequência, Pjanic tabelou com Dybala, invadiu a área, mas, na hora de bater, acabou sendo travado por Raggi.

Aos 31, o Monaco reapareceu no ataque depois de longa ausência. Em bola alçada na área, Falcao pegou a sobra e soltou a bomba, para defesaça de Buffon. Mais uma vez, no entanto, a arbitragem flagou impedimento na jogada.

Mais eficiente, a Juve abriu o placar, aos 33 minutos, com Daniel Alves dando nova assistência, depois de outras duas no jogo de ida. Desta vez, em contra-ataque rápido, o brasileiro recebeu na direita e cruzou na medida para Mandzukic cabecear, parar na defesa de Subasic e marcar no rebote.

Depois de três passes para gol, Daniel Alves balançou as redes aos 45. Após escanteio de Pjanic, o goleiro Subasic cortou de soco e mandou a bola em direção ao lateral-direito, que emendou de primeira e estufou a rede, deixando o Monaco com a necessidade de marcar quatro gols para reverter a série.

Já aos 9 minutos do segundo tempo, Massimiliano Allegri começou a poupar peças do elenco, colocando Cuadrado em campo no lugar de Dybala. Logo nos primeiros instantes em campo, o colombiano recebeu na direita e ficou frente a frente com Subasic. Jemerson apareceu bem e impediu o chute do adversário.

O placar agregado de 4 a 0 fez com que o jogo caísse muito de ritmo, com a Juve tocando bola, à espera do apito final, e o Monaco se preservando também para os compromissos derradeiros do Campeonato Francês. Aos 24, Mbappé recebeu na esquerda e bateu na saída de Buffon, que fez a defesa com os pés.

Na sequência, após cobrança de escanteio da direita, a bola sobrou de volta para João Moutinho, que cruzou e achou na área o jovem atacante de 18 anos, que venceu, enfim, o veterano goleiro de 39. Este foi o primeiro gol sofrido pela equipe de Turim no mata-mata desta edição da Liga dos Campeões.

Nos instantes finais, o bom futebol deu lugar a muitas faltas, discussões e empurra-empurra. O zagueiro Glik chegou a dar um pisão em Higuaín. Mandzukic deu cotovelada em Fabinho, dentro da área do time italiano. Os dois lances sequer foram flagrados pelo árbitro holandês Björn Kuipers.

Os ânimos só se acalmaram de vez no apito final, quando a Juve pode comemorar de vez a classificação para a decisão, e a ampliação da invencibilidade como mandante para 51 partidas.



Ficha técnica:.

Juventus: Buffon; Barzagli (Benatia), Bonucci e Chiellini; Daniel Alves, Khedira (Marchisio), Pjanic e Alex Sandro; Dybala (Cuadrado), Mandzukic e Higuaín. Técnico: Massimiliano Allegri.

Monaco: Subasic; Raggi, Glik, Jemerson e Mendy (Fabinho); Sidibé, Babayoko (Germain) e Moutinho; Mbappé, Bernardo Silva (Lemar) e Falcao García. Técnico: Leonardo Jardim.

Árbitro: Björn Kuipers (Holanda), auxiliado pelos compatriotas Sander van Roekel e Erwin Zeinstra.

Gols: Mandzukic e Daniel Alves (Juventus); Mbappé (Monaco).

Cartões amarelos: Bonucci e Mandzukic (Juventus); Falcao García e Mendy (Monaco).

Estádio: Juventus Stadium, em Turim (Itália).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo