Esporte

Eliminado 2 vezes no ano, São Paulo tenta avançar na Sul-Americana

10/05/2017 16h58

São Paulo, 10 mai (EFE).- Eliminado precocemente no Campeonato Paulista e na Copa do Brasil, o São Paulo ainda tenta se formar sob o comando do ídolo e agora técnico Rogério Ceni e para isso buscará uma vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana nesta quinta-feira enfrentando o Defensa y Justicia, da Argentina, no Morumbi.

Depois de ter empatado sem gols em Buenos Aires, no dia 5 de abril, o Tricolor precisará de uma vitória por qualquer placar em casa para evitar a terceira queda no ano.

No estadual, o time dirigido por Rogério Ceni caiu diante do Corinthians nas semifinais, enquanto no mata-mata nacional deu adeus em confronto com o Cruzeiro, pela fase de 16 avos de final. Em comum, as duas eliminações tiveram derrotas do campeão da Sul-Americana em 2012 por 2 a 0 em seus domínios.

Já o Defensa, 14º colocado do Campeonato Argentino, pelo qual já não perde há seis partidas, terá a vantagem do empate com gols. Em caso de um novo 0 a 0, haverá disputa de pênaltis.

Rogério Ceni tem alguns problemas para escalar a equipe, a começar pela falta de ritmo de jogo do elenco, que não disputa uma partida oficial desde o último dia 23. O lateral-direito Buffarini e o zagueiro Maicon estão suspensos, enquanto os atacantes Morato e Marcinho não foram inscritos na Sul-Americana.

Além disso, o atacante Wellington Nem ainda se recupera de uma artroscopia no joelho esquerdo, enquanto o meia Wesley vem sentindo dores na coxa direita e ainda é dúvida.

"Nestes dias, estamos tentando fazer alguns testes e dar equilíbrio a alguns jogadores que estavam abaixo fisicamente. E taticamente desenvolver duas situações de jogo para melhorar nosso nível de criação e aumentar as chances de gol contra as equipes que se fecham no Morumbi", declarou Ceni em coletiva de imprensa.

Estreando em competições da Conmebol, o Defensa y Justicia está em São Paulo sem pressão e com a força de uma das melhores retaguardas da Argentina. Com um 3-5-2, a equipe freou o ímpeto ofensivo do Tricolor na partida de ida. Por outro lado, o ataque marcou apenas 18 gols em 22 rodadas do campeonato nacional.

Nas últimas semanas, cresceram as dúvidas em torno da permanência do técnico Sebastián Beccacece à frente do time de Buenos Aires, já que este poderá ser auxiliar na seleção nacional caso Jorge Sampaoli seja contratado como treinador.



Prováveis escalações:.

São Paulo: Renan Ribeiro; Bruno, Rodrigo Caio, Lucão (ou Lugano) e Júnior Tavares; Jucilei, Thiago Mendes e Cícero; Cueva, Thomaz (ou Neilton) e Lucas Pratto. Técnico: Rogério Ceni.

Defensa y Justicia: Arias; Silva, Cardona e Barboza; Delgado, Miranda e Gutiérrez; Stefanelli e Rivero; Bouzat e Castellani. Técnico: Sebastián Beccacece.

Árbitro: Ulises Mereles (Paraguai), auxiliado pelos compatriotas Roberto Cañete e Dario Gaona.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo