Topo

Tênis

Murray é eliminado por Coric, e Djokovic avança no Masters 1000 de Madri

REUTERS/Eric Gaillard
Andy Murray reclama durante a partida contra Albert Ramos-Vinolas Imagem: REUTERS/Eric Gaillard

11/05/2017 16h58

Em sua sexta derrota neste ano, o britânico Andy Murray foi eliminado do Masters 1000 de Madri ao ser superado pelo croata Borna Coric nesta quinta-feira (11), dia também que contou com a classificação do sérvio Novak Djokovic para as quartas de final após uma vitória sobre o espanhol Feliciano López.

Coric precisou de uma hora e 25 minutos para despachar o líder do ranking da ATP com um duplo 6-3. Número 59 do mundo, o croata de 20 anos foi "repescado" do qualifier. Após perder na última partida para o cazaque Mihail Kukushkin, a baixa do francês Richard Gasquet o deu a oportunidade de entrar no chaveamento principal.

"Tudo deu errado hoje, e por minha culpa. Estou frustrado por meu jogo. É preciso dar importância à derrota de hoje porque o pior não é perder uma partida, e sim a forma de perder. Não consegui dificultar (a vida de Coric) e isso me preocupa", comentou Murray.

O próximo adversário de Coric será o austríaco Dominick Thiem, que salvou cinco match points e venceu o búlgaro Grigor Dimitrov, com parciais de 4-6, 6-4 e 7-6 (9) para chegar pela primeira vez às quartas de final do torneio.

Enquanto Murray fez as malas, Djokovic ficou com a confiança reforçada ao vencer López por 6-4 e 7-5, o segundo tenista da casa que elimina do torneio, após superar Nicolás Almagro na segunda rodada.

A mudança no clima de Madri, com os primeiros dias expostos ao sol e os últimos à chuva, também condicionou os resultados da rodada. O teto das três quadras principais teve que ser fechado e a umidade fez com que as bolas pesassem mais e o jogo ficasse mais lento. Isto favoreceu Djokovic e prejudicou o saque do espanhol, que destacou que se o sérvio continuar assim, voltará a ser o de antes.

"Novak esteve muito bem, sem erros, muito rápido, mudando muito bem as direções, foi muito consistente. Se continuar jogando assim, voltará a ser o jogador destes últimos anos. Ele nos acostumou mal porque vinha sendo imbatível e neste ano teve mais altos e baixos, mas é normal. Não é fácil estar há tantos anos no topo, com a obrigação de ganhar todas", disse o López.

Djokovic enfrentará nas quartas de final o japonês Kei Nishikori, que impediu o espanhol David Ferrer de chegar à 700ª vitória no circuito ao eliminar o tenista da casa com parciais de 6-4 e 6-3.

Quem também venceu na terceira rodada foi o alemão Alexander Zverev, que despachou o tcheco Tomas Berdych, finalista em Madri em 2012, com um duplo 6-4. O rival de Zverev nas quartas será o uruguaio Pablo Cuevas, carrasco do francês Benoît Paire, a quem venceu por 7-5, 0-6 e 6-1.

Outro classificado para as quartas de final, pela primeira vez na carreira, é o belga David Goffin, que se impôs sobre o canadense Milos Raonic por 6-4 e 6-2 em apenas uma hora e 14 minutos. Agora, Goffin enfrentará o espanhol Rafael Nadal, que venceu o australiano Nick Kyrgios também por 2 sets a 0, parciais de 6-3 e 6-1.
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!