Topo

Esporte

Mulher e filhas de Guardiola estavam na Manchester Arena durante explosão

23/05/2017 10h16

Manchester, 23 mai (EFE).- A mulher e as filhas do espanhol Pep Guardiola, treinador do Manchester City, estavam na Manchester Arena durante o atentado terrorista ocorrido na noite de segunda-feira, que deixou 22 mortos e 59 feridos, mas saíram ilesas.

Cristina Serra e as filhas, Valentina e María Guardiola, estavam presentes no show da estrela pop americana Ariana Grande na Manchester Arena.

O atentado suicida, que ocorreu às 22h35 local (18h35, em Brasília), pouco após o fim do show, deixou 22 mortos e 59 feridos, 12 deles menores de 16 anos.

No Twitter, Pep Guardiola, de 46 anos, publicou uma mensagem na qual condena o atentado, envia suas condolências às "famílias e amigos das vítimas "e mostra sua dor pelo ocorrido em Manchester.

"Estou perturbado. Não posso acreditar no que aconteceu ontem à noite. As minhas mais profundas condolências às famílias e aos amigos das vítimas", escreveu o treinador catalão, acompanhado pela hashtag "Ilovemanchester" ("Amo Manchester").

Segundo publicam vários meios britânicos nesta terça-feira, alguns jogadores do Manchester City estavam junto com suas famílias na Manchester Arena, mas ninguém foi ferido.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte