Esporte

Santos goleia lanterna e avança na Libertadores como líder do grupo

23/05/2017 23h41

Santos (SP), 23 mai (EFE).- Com direito a goleada e grande exibição, o Santos venceu o Sporting Cristal nesta terça-feira por 4 a 0, na Vila Belmiro, e garantiu vaga nas oitavas de final da Taça Libertadores como líder do grupo 2.

Lanterna e já eliminado do torneio, o Sporting não foi páreo para o time do Peixe, que nem precisou se esforçar para golear. David Braz e Ricardo Oliveira marcaram para os donos da casa antes dos 20 minutos do primeiro tempo. Já na etapa final, Victor Bueno e o mesmo David Braz decretaram o triunfo.

A vitória garantiu o Santos como líder do grupo, com 12 pontos conquistados. No outro jogo da chave, o Strongest arrancou um empate por 1 a 1 com o Santa Fé, na Colômbia, chegou aos nove pontos e ficou com a segunda vaga nas oitavas. Com oito pontos, seis a mais que o Sporting, o Santa Fé se classifica para a Copa Sul-Americana.

Sem o meia Lucas Lima, lesionado, e o atacante Bruno Henrique, suspenso pela expulsão no duelo com o Strongest, o técnico Dorival Júnior optou pelos colombianos Vladimir Hernández e Jonathan Copete como respectivos substitutos.

Apesar de já eliminado e sem chances até de chegar à Sul-Americana, o Sporting entrou em campo para se despedir com honra da Libertadores. Por esse motivo, o técnico José del Solar escalou o time com força máxima para o último jogo no torneio.

Precisando da vitória para ficar com o primeiro lugar da chave sem depender do resultado do outro jogo da chave, o Santos partiu para cima do adversário desde o início do jogo. Com mais volume de jogo, não teve dificuldades de assustar o adversário.

O primeiro lance de perigo no jogo quase acabou em gol do Peixe. Aos 12 minutos, Victor Ferraz tocou para Ricardo Oliveira, que girou bonito e acertou na trave. O rebote acabou nos pés de Copete, que cruzou para o próprio artilheiro tocar para o gol e marcar. O atacante, porém, estava adiantado, e a arbitragem marcou impedimento.

Seis minutos mais tarde, aos 18, Copete foi derrubado perto da linha da área. Ricardo Oliveira cobrou no capricho, Viana foi buscar no cantinho, mas rebateu para dentro da área. David Braz ficou com a sobra e abriu o placar para o Santos.

Ricardo Oliveira deixou o dele no jogo na sequência, aos 22. Viana saiu jogando errado e entregou a bola nos pés do artilheiro, que aproveitou que o goleiro estava fora do gol e acertou o ângulo para ampliar a vantagem do Peixe na partida.

O Sporting ameaçou apenas uma vez na etapa inicial. Pouco depois do segundo gol do Peixe, aos 26, Céspedes cruzou da esquerda. Ávila ganhou da zaga pelo alto e quase diminuiu de cabeça.

Com a vantagem, os donos da casa diminuíram o ritmo, recuaram e deixaram o Sporting jogar. Com isso, os espaços para contra-ataque ficaram ainda mais amplos, e o Santos seguiu incomodando.

Aos 39 minutos, Hernández saiu rápido pela direita e viu a passagem de Ricardo Oliveira do outro lado do campo. O atacante recebeu o lançamento, avançou até a área e chutou firme, obrigando Viana a espalmar para o lado e fazer a defesa.

Depois do intervalo, o jogo recomeçou sonolento. O Santos parecia satisfeito com o resultado já conquistado. E o Sporting, sem mais pretensões no torneio, também pouco fazia.

Só aos 21 minutos o Peixe voltou a empolgar a torcida. E em grande estilo. Victor Bueno deu um drible da vaca em Cazulo, invadiu a área, tirou o goleiro e tentou tocar para Kayke. Ao tentar cortar, Revoredo acabou entregando para o próprio Victor Bueno, que, com o gol livre, chutou para ampliar.

O gol animou a torcida na Vila, que empurrou o time em busca da goleada. E o quarto do Peixe na partida veio aos 26 minutos. Após cobrança de escanteio, Renato desviou na primeira trave. David Braz apareceu no segundo poste e cabeceou firme para marcar.

Com a goleada, Dorival começou a fazer testes na equipe e promoveu a entrada de Léo Cittadini, Thiago Ribeiro e Kayke para os lugares de Thiago Maia, Zeca e Hernández, respectivamente.

Apesar do sangue novo no time, o Santos estava satisfeito e cozinhou o resultado até o fim dos 90 minutos.



Ficha Técnica:.

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Lucas Veríssimo e Zeca (Thiago Ribeiro); Renato, Thiago Maia (Léo Cittadini) e Vladimir Hernández (Kayke); Victor Bueno, Copete e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.

Sporting Cristal: Viana; Revoredo, Cazulo, Abram e Céspedez; Aquino, Ballón, Pacheco (Costa), Rojas (Ortiz) e Lobatón (Calcaterra); Ávila. Técnico: José del Solar.

Árbitro: José Méndez (Paraguai), auxiliado pelos compatriotas Juan Zorrilla e Carlos Cáceres.

Gols: David Braz (2), Ricardo Oliveira e Victor Bueno (Santos).

Cartões Amarelos: Victor Ferraz (Santos); Revoredo e Costa (Sporting).

Estádio: Vila Belmiro, em Santos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo