Esporte

Marat Safin renuncia como deputado na Rússia para se dedicar ao tênis

26/05/2017 10h26

Moscou, 26 mai (EFE).- O russo Marat Safin, vencedor de dois Grand Slam ao longo de sua carreira no tênis, anunciou nesta sexta-feira a decisão de renunciar ao mandato como deputado na Duma, o parlamento do país, para focar no esporte.

"Após o fim da minha carreira profissional, disputo partidas de exibição e de veteranos, e também torneios da ATP, além de realizar atividades educativas", explicou Safin.

O ex-tenista enviou uma carta ao presidente da Duma, Viacheslav Volodin, na qual afirma que não conseguirá conciliar a agenda esportiva com suas obrigações parlamentares.

Safin, de 37 anos, foi eleito pela primeira vez como deputado em dezembro de 2011, fazendo parte da lista do partido Rússia Unida, o mesmo do presidente do país, Vladimir Putin. E foi reeleito em 2016.

Após se aposentar das quadras em 2009, Safin foi provisoriamente vice-presidente da Federação Russa de Tênis. Na época, ele revelou o desejo de ser um grande dirigente no futuro.

Safin é o único tenista russo no Hall da Fama do Tênis. Entre 2000 e 2001, o russo chegou a ser número um do ranking da ATP, brigando pelo topo da classificação com o brasileiro Gustavo Kuerten, o Guga.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo