Esporte

Sato desbanca Helinho e vence 500 Milhas pela 1ª vez; Alonso abandona no fim

28/05/2017 17h37

Indianápolis (EUA), 28 mai (EFE).- O japonês Takuma Sato, da Andretti, desbancou neste domingo o brasileiro Helio Castro Neves, da Penske, e venceu as 500 Milhas de Indianápolis, em que o espanhol Fernando Alonso, da McLaren Andretti, acabou abandonando por problemas no motor Honda, que o atormentam também na Fórmula 1.

O ex-piloto de BAR, Jordan e Super Aguri na F-1, que corre desde 2010 na Indy, se sagrou o primeiro piloto do país asiático a levar a melhor na prova de circuito oval mais famosa das competições de monopostos. Até hoje, o melhor desempenho do dono do carro 26 era o 13º lugar, obtido em 2013 e 2015.

Hoje, Sato foi discreto durante boa parte da prova, crescendo na metade final da disputa. Nas últimas voltas, cresceu e travou belo duelo com Helinho, que esteve perto da vitória, que seria a quarta nas 500 Milhas, depois de subir ao topo do pódio em 2001, 2002 e 2009.

Faltando duas voltas, o brasileiro, que agora lidera o campeonato, com 245 pontos, contra 235 do neozelandês Scott Dixon, da Chip Ganassi, tentou um último ataque. O japonês se segurou firme, conseguiu abrir vantagem suficiente para cruzar a linha de chega em primeiro.

O pódio das 500 Milhas foi completado pelo emiratense Ed Jones, da Dale Coyne, que deixou para trás o britânico Max Chilton, da Chip Ganassi nos últimos instantes da prova. O jovem piloto, que passou recentemente pela Fórmula 1, liderou boa parte da disputa, mas não conseguiu manter o ritmo nas voltas derradeiras.

Na quinta colocação ficou o brasileiro Tony Kanaan, da Chip Ganassi, que alcançou assim o melhor resultado pessoal na temporada. Com isso, o baiano sobe para a sexta colocação no campeonato, com 188 pontos, 57 atrás de Helinho.

Fernando Alonso, por sua vez, fez uma estreia de gente grande em circuitos ovais. Após conseguir o quinto lugar no grid, o espanhol travou belos duelos, manteve ritmo forte durante toda a corrida, em que chegou a ser líder, e quando assumia mais uma vez o quinto lugar, faltando 21 voltas, abandonou por problemas no motor.

Como sempre, as 500 Milhas foram marcadas por vários acidentes, o mais grave ocorrido no 53º giro. O britânico Jay Howard, da Schmidt Peterson, que tinha volta em atraso, perdeu o controle e acertou o muro, antes de ser atingido pela Chip Ganassi de Dixon.

O carro do então líder da competição decolou e acabou caindo sobre uma das muretas de proteção da parte interna da pista, o que poderia ter resultado em tragédia. O neozelandês, no entanto, saiu andando normalmente após o choque.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo