Topo

Esporte

Após mortes, autoridades investigam venda de ingressos falsos em Honduras

29/05/2017 14h38

Tegucigalpa, 29 mai (EFE).- As autoridades hondurenhas iniciam nesta segunda-feira uma investigação sobre a venda de ingressos falsas para a final do Torneio Clausura, entre Motagua e Honduras Progreso, neste domingo, depois que quatro pessoas morreram devido a uma confusão generalizada na entrada do Estádio Nacional de Tegucigalpa, onde o jogo foi disputado.

O porta-voz da Secretaria de Segurança, Julián Hernández, disse a jornalistas que a causa da tragédia foi a aglomeração em massa de torcedores que tentavam entrar no estádio, todos com entradas compradas. O local, no entanto, já estava lotado.

Segundo Hernández, além de quatro mortos, a tragédia deixou 20 pessoas feridas, entre elas uma grávida, que está internada no Hospital Universitário da capital.

O porta-voz acrescentou que o Motagua, que venceu a partida por 3 a 0 e foi campeão, fez uma denúncia sobre uma falsificação de ingressos, o que teria sido aa causa da aglomeração. O local tem capacidade para 30 mil pessoas, e a agremiação colocou os ingressos à venda na sexta-feira para tentar evitar aglomerações.

Em um comunicado emitido no domingo, após a tragédia, o Motagua informou que funcionários do clube perceberam a aglomeração e comunicaram às autoridades competentes de forma imediata sobre a existência de entradas falsas, que permitiram que alguns torcedores entrassem no estádio de forma ilegal. Além disso, divulgou uma imagem de um bilhete verdadeiro e outro falso para comparações.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte