Esporte

Após empate suado com Portugal, México busca 3 pontos contra a Nova Zelândia

20/06/2017 16h14

Moscou, 20 jun (EFE).- O México irá em busca de uma importante vitória contra a Nova Zelândia nesta quarta-feira no Estádio Olímpico Fisht, em Sochi, após ter estreado no grupo A da Copa das Confederações arrancando empate com o Portugal em 2 a 2 com gol nos acréscimos do segundo tempo.

Depois de ter arrancado um ponto diante da seleção considerada a favorita da chave no domingo, a equipe dirigida por Juan Carlos Osorio tem agora sobre si a pressão de bater aquela que é considerada a concorrente mais fraca, derrotada pela anfitriã Rússia por 2 a 0 na partida de abertura, no último sábado.

O futebol demonstrado pelos mexicanos, sobretudo a aplicação tática, deixou boa impressão. Além disso, o calendário favorece as aspirações da representante da Concacaf, que ainda está no meio da temporada, enquanto as equipes europeias estão no encerramento.

Osorio, como de costume, provavelmente realizará um rodízio no elenco. É quase certo que o meio-campista Andrés Guardado, pendurado com um cartão amarelo, será preservado, abrindo espaço para a entrada do experiente Rafa Márquez, de 38 anos.

Por outro lado, está praticamente a presença do atacante Chicharito Hernández, que deixou sua marca contra a seleção lusitana e chegou a 48 gols com a camisa da seleção mexicana, da qual é o maior artilheiro de todos os tempos.

Para a Nova Zelândia, o duelo será uma oportunidade para quebrar uma sequência de dez partidas sem vencer pela Copa das Confederações. Esta já é a quarta participação, e até hoje a seleção soma nove derrotas e um empate, com o Iraque, em 2009.

Os neozelandeses buscam também uma revanche contra os mexicanos, pelos quais foi eliminada na repescagem para a Copa do Mundo de 2014. A 'Tri' levou a melhor nas duas partidas, com triunfos por 5 a 1 e 4 a 2.

"Ainda temos uma meta neste torneio, mas todos estamos de acordo que o México é uma equipe de categoria mundial", disse o técnico da campeã da Oceania, Anthony Hudson.



Prováveis escalações:.

México: Talavera; Diego Reyes, Araujo, Alanis e Luis Reyes; Rafa Márquez, Fabián e Giovani dos Santos; Aquino, Chicharito Hernández e Lozano. Técnico: Juan Carlos Osorio.

Nova Zelândia: Marinovic; Doyle, Smith, Durant, Tzimopoulos e Boxall; Thomas, Tuiloma e McGlinchey; Wood e Rojas. Técnico: Anthony Hudson.

Árbitro: Garary Gassama (Gâmbia), auxiliado por Jean Claude Birumushahu (Burundi) e Marwa Range (Quênia).

Estádio Olímpico Fisht, em Sochi.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo