Esporte

Fiba revoga suspensão imposta à Confederação Brasileira de Basquete

22/06/2017 09h50

São Paulo, 22 jun (EFE).- A Federação Internacional de Basquete (Fiba) revogou a suspensão imposta desde novembro do ano passado à Confederação Brasileira de Basquete (CBB) e suas seleções e equipes poderão voltar a participar de torneios internacionais, confirmou nesta quarta-feira a entidade nacional.

"Amantes do basquete brasileiro, tivemos a notícia mais aguardada e a primeira grande meta alcançada pelo time Transparência, ou seja, a Fiba anunciou o fim da suspensão aplicada, devido a falhas administrativas da gestão anterior", afirmou em um comunicado o presidente da CBB, Guy Peixoto Jr.

A entidade máxima do basquete mundial suspendeu em 14 de novembro do ano passado a CBB pelo não cumprimento "das suas obrigações como federação nacional de acordo com os estatutos gerais da Fiba", que denunciou uma "falta de controle total" e exigiu a sua "reestruturação".

Durante esse período, a federação brasileira contratou uma auditoria externa, empresas para a captação de novos patrocinadores e parceiros e convidou representantes da Fiba a conduzir todas as ações empreendidas, segundo a nota.

"Seguiremos trabalhando para elevar o basquete nacional, contando com o indispensável apoio das federações estaduais, que são determinantes para o desenvolvimento da modalidade", acrescentou Peixoto, eleito para o cargo em março deste ano.

O presidente da CBB também anunciou o compromisso de realizar os torneios regionais e um plano para as competições de base, que será implementado ao longo deste segundo semestre.

Esse foi exatamente um dos motivos pelos quais a Fiba suspendeu a federação brasileira, além de denunciar a "intervenção de terceiros" na seleção nacional e no financiamento "das atividades das equipes nacionais".

De acordo com Peixoto, o próximo passo da CBB será recuperar todo o financiamento público-privado, paralisado desde a suspensão da Fiba, com o objetivo de "reconquistar o lugar de direito do basquetebol brasileiro".

Com a punição revogada, as seleções brasileiras de basquete, tanto a feminina como a masculina, bem como os clubes, poderão voltar a disputar torneios internacionais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo