Esporte

Chile joga pelo empate com a Austrália para continuar fazendo história

24/06/2017 18h39

Moscou, 24 jun (EFE).- Sem qualquer título de expressão até 2015, ano em que venceu Copa América em casa, o Chile disputa a Copa das Confederações como atual bicampeão continental e buscará um empate com a Austrália neste domingo, na Otkrytie Arena, em Moscou, para se classificar para as semifinais e manter a boa sequência dos últimos anos.

'La Roja' lidera o grupo B do torneio intercontinental, com quatro pontos, superando a Alemanha, com quem empatou em 1 a 1 na última quinta-feira, no saldo de gols.

Para os 'Socceroos', que têm um ponto, vencer é obrigação na tentativa de ir às semifinais, fase a qual atingiu em 1997, quando foi vice-campeão, e 2001, ano em que ficou com a terceira posição. Para a vaga entre os quatro melhores vir sem depender do resultado do outro jogo, será preciso fazer pelo menos dois gols de frente.

A grande notícia na representante da Conmebol é a volta do goleiro Claudio Bravo, que vinha sendo substituído por Johnny Herrera, ex-Corinthians. O arqueiro perdeu espaço no Manchester City e não entra em campo desde abril. Outra mudança poderá acontecer na zaga, setor em que Medel, que sofreu uma contratura muscular, pode dar lugar a Rocco.

"Contra a Austrália, também será difícil, pois se trata de uma equipe que também é muito forte fisicamente. O adversário vai exigir muito de nós, eles nunca se dão por vencidos e causaram dificuldades à Alemanha", comentou Pizzi.

Na campeã da Copa da Ásia, o técnico Ange Postecoglou provavelmente fará apenas uma substituição em relação ao empate com Camarões na última quinta, a entrada de Truisi em lugar de Kruse no trio de ataque.

Postecoglou reconheceu a força do adversário, mas negou que pretenda mudar a forma de seu time jogar. Os 'Socceroos' jogam no 3-4-3, mas, quando estão sem a bola, apenas o centroavante Juric não volta para o campo de defesa.

"Tentaremos impor o nosso estilo de jogo. Não tem sentido esperar pela sorte. Queremos jogar de igual a igual contra o Chile. Daremos ênfase a ter o domínio da bola", disse Postecoglou em entrevista coletiva pré-jogo.

"(O Chile) É uma equipa muito boa. Venceram a Copa América duas vezes nos últimos anos. No seu modelo, conta com jogadores de grandes equipes da Europa", acrescentou.



Prováveis escalações:.

Chile: Bravo; Isla, Medel (Roco), Jara e Beausejour; Aránguiz, Díaz, Hernández e Vidal; Vargas e Sánchez. Técnico: Juan Antonio Pizzi.

Austrália: Ryan; Wright, Degenek e Sainsbury; Mooy, Milligan, Leckie e Gersbach; Troisi, Rogic e Juric. Técnico: Ange Postecoglu.

Árbitro: Gianluca Rocchi (Itália), auxiliado pelos compatriotas Elenito Di Liberatore e Mauro Tonolini.

Estádio: Otkrytie Arena, em Moscou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo