Esporte

México vence de virada, elimina a Rússia e avança na Copa das Confederações

24/06/2017 14h01

Kazan (Rússia), 24 jun (EFE).- A Rússia se tornou neste sábado a terceira anfitriã de Copa das Confederações a não se classificar para as semifinais ao perder para o México por 2 a 1 de virada na Kazan Arena, terminando a campanha com a terceira posição do grupo A.

A equipe anfitriã até abriu o placar, mas perdeu de virada e fechou sua participação com três pontos, à frente apenas da Nova Zelândia, que foi goleada por Portugal por 4 a 0 em São Petersburgo e não pontuou.

Dessa forma, os jogadores dirigidos por Stanislav Cherchesov se unem à Arábia Saudita e à Coreia do Sul, que sediaram o torneio e não passaram de fase em 1997 e 2001, respectivamente.

O México, para quem o empate já bastava, foi a sete pontos e obteve a segunda posição da chave, levando a pior contra os portugueses no saldo de gols. O representante é o único participante desta edição que já ficou com a taça da Copa das Confederações, em 1999.

A Rússia realizou duas alterações em relação à derrota para Portugal, na última quarta-feira. Shishkin e Kombarov saíram para as entradas de Erokhin e Bukharov. No México, Juan Carlos Osorio voltou a rodar o elenco, com as entradas de jogadores importantes, como Ochoa, Guardado e Chicharito Hernández, que haviam ficado no banco no triunfo sobre a Nova Zelândia, também na quarta.

As duas equipes saíram em busca do ataque, mas os anfitriões eram mais efetivos. Aos 12 minutos do primeiro tempo, Zhirkov fez boa jogada individual e chutou rasteiro, tirando tinta da trave esquerda.

A pressão russa surtiu efeito aos 23 minutos. Smolov recebeu na direita da área e bateu forte, carimbando o poste direito. No rebote, Glushakov não pegou bem, mas mesmo assim deu trabalho a Ochoa, que espalmou.

Na sequência do lance, Bukharov cruzou da esquerda, Erokhin dominou e furou feio, mas consertou com um passe preciso para Samedov. O camisa 19 deu um leve toque por baixo, de biquinho, e abriu o placar.

O gol acordou o representante da Concacaf, que passou a atacar com um pouco mais de organização e empatou aos 30 minutos. Herrera lançou da intermediária e encontrou Araujo livre na direita da área. O defensor cabeceou de maneira estranha, mas encobriu Akinfeev e deixou tudo igual.

Logo no começo da segunda etapa, aos seis minutos, o México virou o placar em uma falha incrível de Akinfeev. Moreno deu um chutão do campo de defesa, o goleiro saiu mal e foi antecipado por Lozano, que o encobriu com um toque de cabeça e fez 2 a 1.

A seleção visitante voltou a balançar a rede aos 15, mas o lance foi corretamente anulado depois que Moreno foi flagrado em posição irregular. Fahad al Mirdasi assinalou o impedimento, e a arbitragem de vídeo, comandada nesta partida pelo brasileiro Sandro Meira Ricci, confirmou a marcação do saudita.

A situação da equipe da casa, que precisava virar o placar, ficou ainda mais difícil aos 22 minutos, com a expulsão de Zhirkov. As chances até continuavam surgindo, mas a pontaria não estava das melhores. Aos 27, Poloz levantou nas costas da zaga para Smolnikov, que, livre, encobriu o travessão.

A parte final do duelo foi de vaias nas arquibancadas enquanto o México trocava passes. O campeão da Concacaf ainda poderia ter ampliado, em bonita jogada individual de Jonathan dos Santos, mas ele demorou a definir e, quando rolou para Aquino, o companheiro foi bloqueado.



Ficha técnica:.

México: Ochoa; Araujo, Diego Reyes (Luis Reyes), Moreno e Layún; Guardado (Alanis), Herrera e Jonathan dos Santos; Lozano, Vela (Aquino) e Chicharito Hernández. Técnico: Juan Carlos Osorio.

Rússia: Akinfeev; Vasin, Dzhikya e Kudryashov; Glushakov e Golovin, Samedov, Erokhin (Smolnikov), Bukharov (Poloz) e Zhirkov; Smolov (Kanunnikov). Técnico: Stanislav Cherchesov.

Árbitro: Fahad al Mirdasi (Arábia Saudita), auxiliado pelos compatriotas Abdulah Alshalwai e Mohammed Al Abakry.

Cartões amarelos: Guardado (México); Zhirkov, Kudryashov, Vasin e Golovin (Rússia).

Cartão vermelho: Zhirkov (Rússia).

Gols: Samedov (Rússia); Araujo e Lozano (México).

Estádio: Kazan Arena, em Kazan.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo