Esporte

Alemanha confirma favoritismo, bate Camarões e avança como líder do grupo B

25/06/2017 14h13

Sochi, 25 jun (EFE).- Depois de um primeiro tempo com sustos e sem gols, a Alemanha deslanchou nos 45 minutos finais, venceu Camarões por 3 a 1 neste domingo, no Estádio Olímpico Fisht, em Sochi, e se classificou para as semifinais da Copa das Confederações com a liderança do grupo B.

A atual campeã mundial terminou a campanha na primeira fase com sete pontos, dois a mais que o segundo colocado, o Chile, que empatou com a Austrália em 1 a 1 em Moscou. Os 'Socceroos' ficaram em terceiro lugar, com dois pontos, enquanto a representante africana foi a última, com um.

Na próxima quinta-feira, os alemães enfrentaram o México, vice-líder do grupo A, novamente em Sochi. Um dia antes, Portugal medirá forças com os chilenos.

Camarões teve apenas uma novidade em relação ao empate com a Austrália na última quinta-feira, a entrada de Djoum no meio-campo. Na Alemanha, Joachim Löw se manteve fiel ao propósito de experimentar alguns atletas e desta vez deu oportunidade ao lateral-esquerdo Plattenhardt, o volante Rudy e o atacante Werner.

No primeiro tempo, houve certo equilíbrio, e os 'Leões Indomáveis' tiveram suas chances. Aos oito minutos, Djoum tirou a marcação para dançar e arriscou. A bola desviou e não entrou por centímetros.

Pela atual campeã mundial, as melhores oportunidades da etapa inicial aconteceram em um intervalo de dois minutos, aos 21 e aos 23. Na primeira delas, Can recebeu na meia-lua e finalizou tirando tinta da trave esquerda. Na segunda, Kimmich apareceu como elemento surpresa na pequena área e cabeceou para fora.

Também na infiltração entre os marcadores, aos 43 minutos, Anguissa esteve perto de fazer 1 a 0 para os campeões africanos. O volante concluiu de pé esquerdo, e o goleiro Ter Stegen salvou com uma intervenção de mão trocada.

Depois do intervalo, praticamente só deu Alemanha, e a 'Mannschaft' abriu o placar logo aos dois minutos. Demirbay tocou para Draxler, recebeu de volta um passe de letra entre as pernas do marcador chutou forte da meia-lua, superando o goleiro Ondoa.

Camarões ainda ficou com dez homens aos 18 minutos, devido à expulsão de Mabouka por entrada dura em Can. Com um a mais, aos 20, a tetracampeã mundial fez 2 a 0 através de Werner, que escorou de peixinho após cruzamento preciso de Kimmich.

A partida ainda ganhou um pouco de emoção, mesmo que por pouco tempo. Aos 33, Ngamaleu, que entrou no decorrer do confronto, desceu pela direita e mandou para a área. Ter Stegen saiu mal, Aboubakar se antecipou e escorou para o gol.

Contudo, a esperança camaronesa acabou três minutos depois, quando Werner assinalou mais um. Henrichs foi ao fundo e rolou para trás, o centroavante bateu colocado e aumentou a vantagem, selando o triunfo.



Ficha técnica:.

Alemanha: Ter Stegen; Süle, Mustafi e Rüdiger; Kimmich, Rudy (Henrichs), Can, Demirbay (Brandt), Draxler (Younes) e Plattenhardt; Werner. Técnico: Joachim Löw.

Camarões: Ondoa; Mabouka, Teikeu, Ngadeu-Ngadjui e Fai; Anguissa, Siani e Djoum (Ngamaleu); Moukandjo (Guihoata), Bassogog (Toko) e Aboubakar. Técnico: Hugo Broos.

Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia), auxiliado pelos compatriotas Alexander Guzman e Cristian de la Cruz.

Cartão amarelo: Siani (Camarões).

Cartão vermelho: Mabouka (Camarões).

Gols: Dermibay e Werner (2x) (Alemanha); Aboubakar (Camarões).

Estádio Olímpico Fisht, em Sochi.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo