Esporte

Ricciardo vence GP "caótico" em Baku; Bottas é 2º com manobra na reta final

25/06/2017 13h10

Redação Central, 25 jun (EFE).- O australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) venceu o Grande Prêmio do Azerbaijão neste domingo em Baku, uma das corridas mais movimentadas dos últimos tempos na Fórmula 1, enquanto o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) ultrapassou o canadense Lance Stroll (Williams) literalmente na reta final e ficou com o segundo lugar.

Em uma temporada em que não vem tendo muita badalação, já que o protagonismo está com Ferrari e Mercedes, Ricciardo se aproveitou do "caos" instalado durante toda a corrida para vencer pela primeira vez no ano, depois de uma sequência de três terceiras colocações, na Espanha, em Mônaco e no Canadá.

Bottas, que se chocou com o finlandês Kimi Raikkonen logo na largada, foi para o fundo do grid, mas fez uma incrível prova de recuperação, finalizada com uma bonita manobra sobre Stroll para terminar em segundo.

Apesar do gosto agridoce na boca, o jovem canadense pôde comemorar o primeiro pódio da carreira e o primeiro da Williams desde o GP do Canadá do ano passado, justamente com Bottas.

Criticado ao longo da temporada, o piloto de 18 anos largou à frente do companheiro de equipe, o brasileiro Felipe Massa, foi um dos poucos a não se acidentar durante todo o fim de semana e acabou coroado com a terceira posição.

A briga pela liderança do Mundial, protagonizada por Sebastian Vettel (Ferrari) e Lewis Hamilton (Mercedes), teve um capítulo à parte no Circuito Urbano de Baku. Em uma dos diversos momentos em que houve safety car na pista, o britânico puxava o pelotão, com o alemão logo atrás.

O piloto da Mercedes então freou bruscamente, fechando o concorrente da Ferrari, que o acertou. Nervoso, Vettel se colocou ao lado de Hamilton e o atingiu, o que rendeu ao alemão uma punição por direção perigosa.

O inglês, pole position, tinha tudo para vencer mais uma vez, mas enfrentou um problema com sua proteção de pescoço, que foi mal encaixada após uma troca de pneus, e a direção de prova o obrigou a voltar para o pit para fixá-lo.

Líder do campeonato, Vettel foi o quarto colocado e agora soma 153 pontos, aumentando para 14 a vantagem para Hamilton, que cruzou a linha de chegada em quinto.

Massa, por sua vez, foi bem tanto na largada quanto nos reinícios após entrada do safety car, chegando a ocupar a terceira posição. Entretanto, a suspensão traseira do carro do brasileiro quebrou, ele não completou a prova e, com isso, continua em décimo na classificação geral.

A zona de pontuação ainda teve, do sexto ao décimo lugares, nesta ordem, o francês Esteban Ocon (Force India), o dinamarquês Kevin Magnussen (Dinamarca), os espanhóis Carlos Sainz Jr. (Toro Rosso) e Fernando Alonso (McLaren) e o alemão Pascal Wehrlein (Sauber). A próxima corrida do calendário é o GP da Áustria, daqui a duas semanas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo