Esporte

Alemanha atropela México e pega Chile na final da Copa das Confederações

29/06/2017 17h10

Sochi (Rússia), 29 jun (EFE).- A jovem Alemanha ignorou a experiência do México, venceu o duelo disputado nesta quinta-feira no Estádio Olímpico Fisht, em Sochi, por 4 a 1, e se garantiu para enfrentar o Chile na final da Copa das Confederações, no próximo domingo.

No primeiro tempo, o chamado time B dos atuais campeões mundiais começou de forma avassaladora, balançando a rede aos 6 e aos 8 minutos, nas duas vezes com o meia Leon Goretzka. Na etapa complementar, aos 14, o atacante Timo Werner fez o terceiro e assumiu a liderança isolada da artilharia do torneio, com três gols.

Aos 44 do segundo tempo, o meia Marco Fabián acertou uma bomba e descontou para os mexicanos, mas, dois minutos depois, o meia-atacante Amin Younes fez o duelo "virar passeio", ao marcar e dar números finais à segunda semifinal.

Com a vitória, os alemães vão encarar os chilenos, que ontem avançaram à final ao superarem Portugal nos pênaltis, após empate sem gols no tempo normal e prorrogação. A decisão do título acontecerá no domingo, às 15h (de Brasília), no estádio Krestovsky, em São Petersburgo.

No mesmo dia, às 9h (de Brasília), o México disputará o terceiro lugar do torneio com Portugal, que não terá o atacante Cristiano Ronaldo, liberado para conhecer os filhos recém-nascidos. A partida será realizada na Otkrytiye Arena, em Moscou.

Nas escalações, como era esperado, os dois técnicos apresentaram surpresas na escalações. Joachim Löw alinhou a Alemanha no 3-4-3, com Kimmich no lado direito da defesa, dando chance para Heinrichs na ala direita. Na frente, Stindl e Werner foram escalados ao lado de Draxler.

No México, o colombiano Juan Carlos Osorio não chegou a aumentar o número de jogadores utilizados como titular - 20 até aqui -, mas passou Layún da lateral-esquerda para a direita, colocou o meia Alanis para fechar o lado canhoto da defesa, optou por Giovanni dos Santos no meio e Aquino no ataque.

Qualquer estratégia do ex-treinador do São Paulo, no entanto, foi dinamitada por um início fulminante dos alemães, que abriram o placar logo aos 6 minutos do primeiro tempo, quando Heinrichs deu passe na medida para Goretzka, na entrada da área, emendar de primeira e acertar o canto direito de Ochoa.

O estrago ficou ainda maior aos 8, quando Werner deu linda assistência entre a zaga mexicana para o camisa 8 dos campeões mundiais, que mostrou categoria e estrela, tocando com categoria na saída do goleiro e marcando pela segunda vez na partida.

Ainda aos 18 minutos, em mais um lance parecido com o dos dois gols alemães, Heinrichs lançou em profundidade e encontrou Werner, livre. O atacante carregou a bola sem marcação e fuzilou, parando em boa defesa de Ochoa.

Encurralado e iminente vítima de uma goleada, o México tentou se soltar para incomodar o adversário. Aos 33, Giovanni dos Santos chutou e obrigou Ter Stegen a trabalhar, evitando o gol com o pé direito. Na sobra, Jonathan dos Santos pulou desengonçado após cruzamento, dando fácil cabeçada defendida pelo goleiro.

Ainda houve tempo para, aos 35, Chicharito ter ótima oportunidade, desperdiçando cara a cara com Ter Stegen, que, aos 39, ainda fez uma defesaça, em falta cobrada com muita força por Herrera, da intermediária do campo.

No segundo tempo, o México teve a primeira oportunidade logo aos 5 minutos, mas não conseguiu aproveitar e descontar. Chicharito serviu Jiménez, que não conseguiu finalizar com força, parando em tranquila defesa do goleiro da Alemanha.

O terceiro dos campeões mundiais saiu, enfim, aos 14 da etapa complementar, em trama de pé em pé que envolveu Goretzka, Draxler, Hector e Werner, que recebeu livre na pequena área e, com gol aberto, só precisou tocar para o fundo das redes.

Os mexicanos seguiram lutando e, também em jogada de muitos toques de bola, tiveram ótima oportunidade, aos 25, com Layún aparecendo livre na direita e enchendo o pé, parando em mais uma boa defesa de Ter Stegen, cada vez mais consolidado como reserva imediato de Manuel Neuer.

Aos 29, Draxler protagonizou a jogada mais bonita da partida, com um drible desconcertante em Layún, que terminou com finalização fraca na entrada da área, para defesa fácil de Ochoa. No lance seguinte, o México ficou muito perto de balançar as redes, quando Jiménez acertou bela cabeçada, acertando o travessão alemão.

O México seguiu tentando descontar, sempre na bola aérea, como aos 39, quando Rafa Márquez, que entrou no decorrer do segundo tempo, testou de dentro da área e obrigou a Ter Stegen a fazer nova ótima intervenção.

O gol da 'Tri' acabou saindo com bola no chão, aos 44 em bomba do meia Fabián, outro que veio a campo na etapa complementar. Após falta rolada intermediária, o camisa 8 acertou um chutaço no ângulo, sem dar chance ao goleiro do Barcelona.

Provavelmente, querendo mostrar que dominava o jogo inteiramente, a Alemanha chegou ao quarto aos 46, de novo em boa trama ofensiva, em ação de jogadores que saíram do banco. Can deu belo passe para Younes, que bateu cruzado para o fundo das redes.



Ficha técnica:.

Alemanha: Ter Stegen; Kimmich, Ginter e Rudiger; Henrichs, Goretzka (Can), Rudy e Hector; Stindl (Brandt), Draxler (Younes) e Werner. Técnico: Joachim Löw.

México: Ochoa; Layún, Araujo, Moreno e Alanis; Jonathan dos Santos (Márquez), Herrera e Giovanni dos Santos (Fabián); Jiménez, Hernández e Aquino (Lozano). Técnico: Juan Carlos Osorio.

Árbitro: Néstor Pitana (Argentina), auxiliado pelos compatriotas Hernán Maidana e Juan Pablo Belatti.

Gols: Goretzka, Werner e Younes (Alemanha); Fábian (México).

Cartões amarelos: Can (Alemanha); e Jiménez (México).

Estádio Olímpico Fisht, em Sochi (Rússia).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo